ÚLTIMAS NOTÍCIAS

21 de agosto de 2014

Resenha: A Igreja Vermelha de Scott Nicholson

Sinopse: 
    Para Ronnie Day, de 13 anos, a vida é cheia de problemas: Papai e Mamãe se separaram, o irmão Tim é uma peste constante, Melanie Ward o ama ou o odeia, e Jesus Cristo não fica em seu coração. Além disso, ele tem que passar pela igreja vermelha todos os dias, onde o Monstro do Sino se esconde com suas asas e garras e fígado nos olhos. Mas o maior problema é que Archer McFall é o novo pregador da igreja, e Mamãe quer que Ronnie assista aos serviços da meia-noite com ela. O delegado Frank Littlefield odeia a igreja vermelha por um motivo diferente. Seu irmão menor morreu em um terrível acidente na igreja há vinte anos, e agora Frank começou a ver o fantasma do irmão. E o fantasma exige: "Liberte-me". As pessoas estão morrendo em Whispering Pines, e os assassinatos coincidem com o retorno de McFall. Os Day, os Littlefield e os McFall são descendentes das famílias originais que povoaram a comunidade rural das Apalaches. Essas famílias antigas compartilham um segredo de traição e culpa, e McFall quer que a congregação prove sua fé. Porque ele acredita que seja o Segundo Filho de Deus, e que a purificação dos pecados deve ser feita com sangue. — Sacrifício é a moeda de Deus — prega McFall, e, a não ser que Frank e Ronnie o detenham, todos pagarão.

Opinião:             
   Scott Nicholson é um autor misterioso que publicou vários romances sobrenaturais e de suspense chegando até a ganhar uma indicação ao Bram Stoker Awards na categoria de Melhor Primeiro Romance com A Igreja Vermelha. No Brasil é pouco conhecido, grande parte disso se deve por seus livros estarem disponíveis apenas no formato e-book,  grande parte de sua obra recebeu tradução por iniciativa de uma agência brasileira de profissionais do ramo e vários títulos podem ser encontrados nesta plataforma. A Igreja Vermelha é seu primeiro livro e o mais  reconhecido mundialmente, mistura suspense com  horror gore dos anos oitenta, com direito a lugares assombrados, aparições fantasmagóricas e criaturas monstruosas que se misturam em um cenário caótico e claustrofóbico de uma pequena comunidade rural.
   Na colina mais alta da vila jaz a Igreja Vermelha como uma pústula sangrenta grudada na terra, possui  um grande histórico de horror por isso foi abandonada pelos fiéis e ganhou uma fama sobrenatural devido às mortes que aconteceram no lugar. O último pastor daquela congregação foi enforcado pelas famílias mais antigas em um velho carvalho no próprio terreno da igreja e segundo os comentários seu espirito vaga pelo cemitério próximo em busca de vingança, sua manifestação ocorre através do badalar dos sinos da antiga torre, que não possuem mais cordas para mãos humanas os movimentarem, e as  sombras que são vislumbradas através das janelas quebradas e umbrais despedaçados. Mas isso tudo é história para assustar criancinhas, ou é o que a maioria das pessoas acredita... O jovem Archer McFall retorna para casa anos depois de sair do vilarejo, descendente do Pastor Enforcado sua vontade é reconstruir a congregação de seu antecessor com um esplendor maior do que antigamente, para isso terá que vencer resistências e ganhar novamente a confiança das famílias mais antigas. Por trás de sua sedutora fachada inocente um terrível segredo se esconde e quando a congregação se reunir mais uma vez sob o solo maldito da Igreja Vermelha as mortes ou melhor sacrifícios, terão seu ciclo iniciado novamente. Algo muito maligno e faminto será acordado.
   O autor consegue criar uma atmosfera de cidade pequena bastante convivente, nos melhores moldes de Stephen King, e construir sob ela uma comunidade religiosa ainda mais fechada ainda em sua devoção fervorosa. Utiliza o recurso de narração através da visão de vários personagens diferentes que completam as experiências um dos outros, formando com perfeição o quadro geral dos acontecimentos, a narrativa é fluída e as cenas de tensão e horror conseguem arrancar arrepios, destaque especial para um ritual de purificação na igreja no qual os fiéis comungam com a carne humana de uma das vítimas. A Igreja Vermelha é um livro que fala sobre religiosidade e fé, e também como a barreira que separa a verdadeira crença da falsa é bastante fina e a deturpação das leis e regras socialmente aceitas através da ótica religiosa é tão fácil como dar um passo. Uma história de fantasmas que surpreende pela qualidade. Altamente recomendável.

Minha nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (9/10 Caveiras)

3 comentários :

  1. Sabe onde posso comprar esse livro? Me interessei mt, mas parece que não tem versão física por aqui. ):

    ResponderExcluir
  2. Olá Rafa, queria lhe da uma sugestão de post, ainda não vi aqui no blog uma lista com os seus livros favoritos, e seria legal informação sobre os Escritores, tipo resumão da Biografia, livros que mais ficaram conhecidos. Sei que leva tempo para fazer isso, mais acho que ficaria legal, conhecemos tantos títulos e as vezes sem nem conhecemos muito os escritores, essa e minha sugestão, adoro o blog, sou fã de ficção, mais estou mergulhando cada vez no gênero de terror e aqui encontro tudo sobre o gênero, Meu primeiro contato com o Stephen King foi com o "O Pistoleiro" e ja estou no V livro, meu primeiro livro de terror mesmo foi "A estrada da noite" de Joe Hill, e depois veio "O Pacto', e já tenho "Dança Macabra" e vários outros que estou ainda por ler. Se possível queria mais indicações sobre terror, já li vários contos do Lovecraft na internet e estou fascinado com os seus livros (kkkkkkk adeus grana do mês), mais e isso sempre que possível leio as resenhas e fico fascinado, quando vejo as 10 caveiras uahsuahsuahs. um Abraço Rafa.

    ResponderExcluir
  3. Para o anônimo que perguntou, o livro pode ser encontrado na loja virtual da Amazon. E está disponível somente na versão digital mesmo!!

    ResponderExcluir