ÚLTIMAS NOTÍCIAS

10 de outubro de 2013

Resenha: Trocas Macabras - Stephen King


Sinopse:
   Leland Gaunt, um simpático vendedor, chega à cidade de Castle Rock para inaugurar sua loja, “Coisas Necessárias”. Qualquer coisa que você desejar lá estará, e tudo o que você tem que fazer, além de pagar uma quantia absurdamente mais baixa do que o objeto realmente vale, é pregar uma pequena e inofensiva peça em outro cidadão de Castle Rock. A partir daí, com seus sedutores produtos, Leland vai orquestrando o caos em Castle Rock enquanto os cidadãos começam a se voltar contra si mesmos. Incrédulo está o xerife Alan Pangborn, que poderá ser a última esperança da cidade, porque Leland, é claro, não é um homem comum; só que Pangborn também tem seus próprios truques, e a última história de Castle Rock será memorável.

Opinião:
   Há cinco anos uma versão mais jovem minha abria inocentemente a primeira página de O Iluminado e lia: "Jack Torrance pensou: Cretino!". Com essa simples frase Stephen King conseguiu mudar minha vida dando inicio ao meu vício por literatura em especial pelos sustos e arrepios que acompanham as histórias de terror e a tensão sufocante dos suspenses. Depois disso foram longos dias e belas noites em companhia de histórias como Christine, Zona Morta, O Cemitério, Talismã, Celular, Dança da Morte, A Coisa, Carrie... O vício chegou a um ponto em que devorei todos os livros do mestre que encontrei, fui até as loja e sebos mais obscuros para encontrar aquela edição antiga tão desejada. De modo que até alguns meses atrás faltava apenas um livro dele, daqueles que foram publicados no Brasil, para ler: Trocas Macabras. Foram anos procurando até surgir a ocasião e preço favoráveis.  Algumas notas de mico leão dourado e minha alma eterna foram tudo o que foi pedido. Publicado no início dos anos noventa, pela editora Francisco Alves, na coleção Mestres Do Horror e da Fantasia, Trocas Macabras faz parte de um seleto grupo de obras de Stephen King que se encontram no estado de raridade como: Depois da Meia-Noite, Angústia e A Metade-Negra, tendo seu preço suficientemente elevado para comprar dois de seus mais recentes lançamentos.
  Trocas Macabras é a última história de Castle Rock.  E como esta cidade já foi utilizada em tantos outros livros do mestre a coleção de citações, que variam entre nomes de personagens e eventos, é gigantesca. É possível encontram referências a Zona Morta, Cão Raivoso e A Metade Negra, assim como em contos presentes em Depois da Meia Noite e Quatro Estações. Reconhecer esse universo partilhado criado por King é uma emoção a parte que vem em um fluxo nostálgico enorme, por isso é aconselhável aos leitores que antes de se aventurar em Trocas Macabras conheçam seu trabalho dos anos setenta e oitenta, leitura obrigatória para qualquer fã do gênero.
   Stephen King antes de tudo é mestre na arte da descrição das emoções humanas, saber o que assusta o leitor é apenas uma pequena parcela do que se trata um romance de terror, a imagem do monstro é assustadora, mas a reação da mente humana através do horror que ela causa é o que é aterrorizante. A capacidade de colocar o leitor no exato lugar do protagonista e faze-lo sofrer junto cada susto, suar a cada momento de tensão e gritar nos segundos em que a fina barreira da sanidade é rompida pelo horror é o que mais me agrada nas histórias do mestre. Trocas Macabras é um livro no qual King abusa dessa ideia, apesar de possuir seus momentos sobrenaturais o que reina na trama é o horror real, a assustadora natureza humana e sua crueldade são exploradas por suas mãos. Nas mais de quinhentas páginas da edição brasileira, o primeiro terço da história serve para apresentar o leitor a pacata Castle Rock e seus moradores, a descrição da normalidade é até meio exagerada tudo para que quando a "festa" começar a sensação seja de choque e até ultraje. E amigo, que festa hein? The Rock tem o final que sua grandiosidade merece.
    Após todo o ambiente de naturalidade estar composto, o mestre usa seu toque sobrenatural para começar a desconstruir a trama trazendo uma desavença entre vizinhos antiga à tona, um toque de loucura a aquele personagem desequilibrado, a coragem que faltava ao covarde para enfrentar seus medos, a pequena dúvida para a mulher desconfiada de seu marido... Enfim de uma maneira extremamente inteligente, através da figura do senhor Leland Gaunt e sua loja de Coisas Necessárias, King desconstrói o cerne de um lugar através das minúsculas células que a compõe. A destruição começa de maneira inocente nas mãos de um menino nas páginas iniciais tendo uma evolução a principio lenta até atingir a guerra apocalíptica que explode ao fim.
   Trocas Macabras entra na lista das melhores obras do King, uma das últimas que possuem o ar da ficção de horror dos anos oitenta. A complexidade e profundidade do enredo são aspectos que fazem do livro uma leitura imperdível e seus personagens inesquecíveis o suficiente para guardá-los naquela sala especial no coração de cada fã do King ao lado de suas criações mais incríveis. Como sempre seus vilões são figuras extremamente inteligentes e carregadas de influencias de outros autores, como no caso Lovecraft, mas não obstante seus heróis fazem jus ao nome em mais um dos confrontos épicos clímax de seus romances. Aqueles momentos tão odiados e amados que somente Stephen King consegue criar também estão presentes aqui, cenas em que as emoções dos personagens são tão fortes que conseguem tocar o leitor e as ações os fazem subir de patamar na consideração de importância para o enredo que culminam no tão conhecido: E essa foi à última vez que ela o viu com vida. Um livro imperdível para os fãs do mestre vale a pena cada segundo e centavo empenhados na sua leitura.

Minha nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (10/10 Caveiras) 

18 comentários :

  1. Stephen King é realmente um gênio! Ótima resenha!
    Adorei o blog!
    Parabéns Rafa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado :)
      Realmente concordo com você, as pequenas ligações que faz entre suas obras é fantástica

      Excluir
    2. ai rafa vc poderia fazer uma lista dos melhores livros de stephen king

      Excluir
  2. Gostei da resenha, King escreve muito bem, adoro o modo como sua escrita flui
    Bom eu só li Zona Morta e o primeiro livro de Torre Negra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zona Morta é um livro com fortes conexões com Trocas Macabras, este se passa no mesmo cenário alguns anos depois. Já a Torre Negra é magnus opus do King e une todos os fios soltos de outros livros na sua trama, li a série toda e amei cada palavra

      Excluir
  3. Rafa você poderia me informar quanto você pagou pelo livro? Só encontrei preço acima de 200 reais na internet.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom foi uma oportunidade unica! Comprei de um cara que estava vendendo os livros da sua mãe. Paguei menos da metade que você citou :)

      Excluir
  4. Pela sinopse eu não me animaria para ler o livro. Mas sua resenha despertou minha curiosidade. Mas como o livro é raro, não acredito que lerei um dia.

    ResponderExcluir
  5. ADORO STHEPHEN KING DESDE QUE TINHA APENAS 7 ANOS E VI SUA PRIMEIRA OBRA NA TELEVISÃO, MAS LIVRO SÓ CONSEGUI LER COM 14. ADORO DESAFIOS E HOJE COM 23 PAGO O QUANTO FOR NECESSÁRIO PRA TER UM DIA TODA COLEÇÃO DE STHEPHEN KING E INCLUSIVE TROCAS MACABRAS. AMEI SUA RESENHA ME DEIXOU CURIOSA DEMAIS PARA LER ESSE LIVRO, COMPARTILHANDO...

    ResponderExcluir
  6. Otima resenha amiga, me deixou curiosa pra lê-lo.. Eu realmente adoro o King, e não sabia desse livro, acredita? mas vou procurar em algum sebo por aí.. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  7. Excelente resenha, ainda não possuo o livro, mas você mostrou de forma tão clara, que fiquei com vontade de devora-lo, King é realmente um gênio em se tratando de por o leitor como um protagonista, senti isso muito bem quando li Desespero. Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  8. Ótima sua resenha! Tive a oportunidade de conhecer Stephen King ainda este ano, gostaria de ter conhecido antes, ele é tão foda! Espero ler esse livro em breve, muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  9. Fantástico, como quase todas as obras do Stephen King.
    Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  10. Cara parabéns por sua resenha, Stephen King é o cara! Estou tentando aos poucos comprar os livros dele, até agora tenho: Carrie, A série A Torre Negra, Sombras da Noite e Sob A Redoma, quero comprar os relançamentos da Suma mas estão muito caros :(

    Parabéns Rafa

    Abraço,
    Diego de França
    http://leitorsagaz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Incrível, sou apaixonada pelas obras do Stephen, ainda estou lendo Sombras da noite e estou amando!

    ResponderExcluir
  12. Esse livro e Depois da Meia Noite, são os únicos do SK que lamento não ter lido, rs, e pelo jeito, acho que não lerei tão cedo.

    ResponderExcluir
  13. Às vezes damos a sorte de encontrar livros como esse perdidos em bancas ou sebos despretenciosos: encontrei em uma banca no centro de Sto André, empoeirado e o dono disse que esse era um pouco mais caro, me pediu R$ 12,00.
    Comprei na hora com uma cara de "tá mais caro mesmo"...

    ResponderExcluir
  14. Eu tenho Trocas Macabras e os Livros de Bachman . Realmente são livros caros porque são muito raros . Estou anunciando no Mercado Livre e quem tiver interesse pode me mandar um email que passo o link .

    jokarlos@gmail.com

    ResponderExcluir