ÚLTIMAS NOTÍCIAS

7 de julho de 2013

Resenha: Mulheres Perfeitas de Ira Levin



"Todos os romances que Ira Levin escreveu são verdadeiras maravilhas em termos de trama. Ele é o relojoeiro suíço do romance de suspense."
Stephen King

Sinopse:
     A história gira em torno da fotógrafa Joanna Eberhart, que sonha em ter uma vida mais tranquila, por isso se muda com a família para a pacata Stepford, no interior do Connecticut. Ao aproximar-se das mulheres da vizinhança para fundar um clube nos moldes da associação masculina local, que é, na verdade, um clube do Bolinha, Joanna se depara com um exército de modelos de comercial de televisão: belas rainhas do lar, donas de corpos esculturais, sempre bem vestidas e dispostas a agradar seus maridos. As únicas exceções são a própria Joanna, a escritora um tanto rebelde Bobbie Markowe e a esotérica Charmaine Wimperis. Nenhuma delas quer ser Amélia, mas quem poderá lutar contra a força da maioria? Nem mesmo essa pequena legião da resistência, que não consegue fugir do destino que até então ninguém escapou.

Opinião:
  Mulheres Perfeitas é a segunda tradução do livro Stepford Wives de Ira Levin publicado no Brasil. A primeira foi em 1972, através da Record, com o nome de As Possuídas, um título que não tem qualquer conexão com o conteúdo e que foi agravado com as escolhas das capas na década de oitenta dando a entender que o livro possuía alto teor pornográfico. Em 2004, Nicole Kidman estrelou uma nova visão cinematográfica da obra de Levin, por aqui chamada de Mulheres Perfeitas e a editora Bertrand Brasil se aproveitando da data de lançamento do filme, relançou o livro em uma nova tradução atualizada com direito a comentário de Stephen King na capa e a prefácio de Peter Straub. Porém o filme não é muito fiel ao livro principalmente com relação ao final então quem já assistiu ao filme pode ler sem problemas Mulheres Perfeitas que sentirá todo o suspense e espanto de quem ainda não o viu. Ainda falando de filmes em 1975 foi o ano de estreia da primeira adaptação conhecida no Brasil como Esposas Em Conflito, que possui um enredo mais fiel ao livro.
   Ira Levin para quem ainda não o conhece é autor de uma das obras de suspense mais famosas de todos os tempos, O Bebê de Rosemary, em 1967 que influenciou a maneira de escrever de muitos autores posteriores. Mulheres Perfeitas, Stepford Wives, também alcançou grande sucesso nos Estados Unidos tanto que virou até gíria popular o termo "Stepford Wife" que designa uma mulher submissa e dócil. Escrito em 1972 em meio à conturbada época em que as mulheres lutavam por seus direitos, o livro satiriza esses costumes e a maneira de pensar das pessoas principalmente o machismo e seus subgêneros. É uma crítica ácida diretamente na base da família do século XX cujo principal papel da mulher era cuidar de seus filhos e da casa estando sempre pronta para atender desejos e caprichos de seu marido. Hoje Mulheres Perfeitas retrata uma realidade a muito vencida e ignorada pela maioria dos jovens que desconhecem toda a batalha do movimento feminista. Por isso há muitas leituras superficiais do livro, sem encaixá-lo no contexto social histórico as pessoas não conseguem entender as entrelinhas.
   Mulheres Perfeitas é um livro pequeno, uma leitura rápida mas que deixa rastros na mente do leitor, sementes para questões que surgem após o assustador final.  A sinopse já narra o suficiente da história para que eu me atenha a maiores explicações, porém tenho algumas considerações sobre o final. Poucos livros possuem um final tão forte como este, é o tipo de leitura que quando acaba deixa o leitor espantado tamanho é o poder de sugestão que do autor, que o utiliza para criar uma imagem cuja descrição não está presente no livro mas aparece apenas na mente do leitor, de modo que os finais possíveis não infinitos e cada pessoa terá o seu final especial baseado nas suas experiências e convicções. Ira Levin possui um ritmo tenso de escrita, como unhas arranhando um quadro negro, o melhor exemplo de que um livro não precisa ter rios de sangue para te assustar, basta apenas uma gota inserida no momento exato para trazer a tona medos obscuros. Uma leitura aconselhável. Homem ou mulher este livro irá te assustar.

Minha nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (10/10 Caveiras) 

Um comentário :

  1. Oi Rafa!!

    Nossa eu não sabia que o Filme "Mulheres Perfeitas" eram um livro...
    Obrigado por escrever se post, agora vou correr para ler *-*

    Bjus

    http://babi-teixeira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir