ÚLTIMAS NOTÍCIAS

17 de fevereiro de 2013

Resenha: A Maldição de Long Lankin - Lindsey Barraclough




“O terror é tão implacável quanto a música folclórica em que se inspirou.” (The Observer)

“Com uma atmosfera de tensão capaz de deixar qualquer um de cabelos em pé, A maldição de Long Lankin se passa numa época em que o folclore facilmente se torna realidade. Um bom livro de terror para leitores mais sofisticados.” (Kirkus Reviews)

“É de arrepiar. Uma sensação de ameaça constante permeia o livro, e dá para sentir o frio e a umidade de alguns lugares, como a igreja.” (The BookBag)


Sinopse:
   Quando Cora e sua irmãzinha, Mimi, são enviadas para a casa da tia-avó, no isolado vilarejo de Bryers Guerdon, não recebem calorosas boas-vindas e ficam desesperadas para voltar para Londres. A vida de tia Ida foi devastada da última vez que duas meninas estiveram em Guerdon Hall, e agora a chegada das sobrinhas-netas desperta um mal que permanecia à espreita havia anos.
   A maldição de Long Lankin marca a impressionante estreia de Lindsey Barraclough – sem dúvida, uma escritora instigante – e deixará os leitores arrepiados mesmo muito depois de virar a última página.
   A narrativa dinâmica, as descrições de uma atmosfera assustadora, os personagens apavorantes e a trama sedutora deixarão o leitor fascinado e totalmente viciado em cada página. O mistério será desvendado aos poucos e dificilmente será solucionado antes da hora. A maldição de Long Lankin não é daquelas obras em que o leitor simplesmente junta as peças do quebra-cabeça, mas sim um livro em que ele terá que compreender as mensagens subliminares existentes em elementos inéditos, como a música tema, as lendas locais e os diálogos entre os personagens.

Opinião:
    A primeira questão a ser respondida sobre A Maldição de Long Lankin é: O livro é bom? Não, ele é ótimo. Sem sombra de dúvidas um dos melhores lançamentos do gênero terror neste ano, o livro consegue arrepiar até os leitores mais embrutecidos, veteranos de combates com seres criados a partir das mentes de Poe, King e Lovecraft. Lindsey Barraclough misturou uma boa dose de fantasia e suspense há um mito sombrio escocês criando uma nova visão acerca da lenda, mais assustadora e crível.
   Os protagonistas da história são crianças, as vítimas prediletas de Lankin, o que torna o livro muito mais rico em detalhes e descrições, a mente infantil é muito mais imaginativa que a adulta e transforma pequenas sombras e movimentos em imagens de monstros horríveis. A narração é focada através das percepções de Cora e Roger com a ajuda de pequenos interlúdios no qual Tia Ida se torna a narradora para através de suas lembranças mostrar algum acontecimento relevante.  Este tipo de escrita facilita muito a leitura e ter acesso a diferentes visões ajuda a compreender melhor a história, além de servir como base formadora de opinião sobre se o que está acontecendo é real ou apenas histeria.
   O local no qual a narrativa se desenvolve é rico em lugares assustadores e sombrios. Temos a casa de Tia Ida que com suas janelas eternamente fechadas, moveis empoeirados e vozes em aposentos vazios reencarna perfeitamente o conceito de casa assombrada, há ainda a localização da casa, em meio a um pântano rodeado por córregos e riachos que consigo trazem um poderoso nevoeiro. Um cemitério amaldiçoado, fonte de inúmeras visões de aparições de crianças mortas. Uma Igreja desconsagrada, evitada mortalmente pelos habitantes da cidadezinha. E é lógico a cidade em si, uma pequena comunidade de descendentes de antigos moradores que há gerações vivem ali, fechada para estranhos e cheia de segredos sussurrados a luz de velas.
   É um livro que indico a todos os amantes de terror e aqueles que querem uma ótima obra para se iniciar no tema. a história surpreende e faz pensar nos nossos medos mais infantis, aqueles que quando o pai ou a mãe apagam a luz do quarto noite, surgiam nas sombras e atormentavam pesadelos. Leia e cuidado com o Long Lankin...

Minha nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (10/10 Caveiras) 

A Canção de Long Lankin

Disse meu lorde a milady, ao seu cavalo montar:
''Cuidado com Long Lankin que no musgo costuma morar.''

Disse meu lorde a milady, ao se afastar:
''Cuidado com Long Lankin que no feno costuma morar.''
''Deixe todas as portas aferrolhadas e janelas trancadas,

Cuide para nem um buraco deixar no qual um rato possa se esgueirar.''
As portas foram todas aferrolhadas e as janelas trancadas,
Exceto uma janelinha, por onde Long Lankin tratou de entrar.

''Onde está o dono da casa?'', perguntou Long Lankin.
''Viajou para Londres'', respondeu a falsa ama-seca.

''Onde está o herdeiro da casa?'', perguntou Long Lankin.
''Adormecido no berço'', respondeu a falsa ama-seca.
''Vamos furá-lo todinho com um alfinete.''

Então ele furou...
E a ama-seca segurou a bacia para o sangue recolher.

7 comentários :

  1. MINHA NOSSA!!! ... A capa do livro já é por si só sombria o bastante, adicione-se a isso elementos completamente góticos - ou de horror - como conhecemos, e temos uma trama perfeita!!!
    Esse cenário de névoa, igreja, cemitério, crianças mortas, vozes é a personificação do medo, o que deixa tudo muito mais interessante!
    O que dizer sobre você, não é? Escrita perfeita, outra vez estimulou minha curiosidade em ler suas dicas literárias!!!
    Que música é essa? rsrsr... Parece aqueles filmes sinistros de terror... Acho que de acordo com o que você descreveu, as chances desse livro ganhar as telonas é grande!
    Parabéns, adorei!!!
    :)

    ResponderExcluir
  2. Com certeza está na minha lista de próximas aquisições... obrigada pela dica Rafa!

    ResponderExcluir
  3. Estou lendo o livro e é otimo!!!!!

    ResponderExcluir
  4. fiquei ansiosa pra ler ...pois adoro história de terror e suspence.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é ótimo, tenho certeza de que irá gostar pois tem o melhor dos dois generos :)

      Excluir
  5. Eu estou lendo e ele é perfeito. Muito bom mesmo, não consigo parar de ler, levo-o para escola, curso pra qualquer tempinho poder ler ele. Realmente um dos melhores livros que já li.

    ResponderExcluir
  6. Eu comecei ler, mas são 443 paginas, acho que termino até o ano novo ^^

    ResponderExcluir