ÚLTIMAS NOTÍCIAS

19 de outubro de 2012

Resenha: Semente do diabo - David Seltzer



Sinopse:
   O medico Robert Vern começa a trabalhar na Agencia de Proteção do Meio Ambiente do Maine e descobre que os animais e os índios estão tendo problemas. Os bebes indígenas nascem horrivelmente deformados, com aparência de animais. Essas aberrações, quando não morrem ao nascer, as próprias mães os matam por vergonha. Cabe a Robert e a índia Romona descobrir o que causa essas mutações, enfrentando as crenças da tribo e a hostilidade dos homens do governo.


Opinião:
   Primeiramente o livro é baseado no roteiro do filme Prophecy de 1979, no Brasil chamado de Semente do Diabo um nome nada condizente com a história. David Seltzer já tinha lançado um livro por aqui chamado A Profecia (The Omen) por isso talvez ocorreu essa modificação de títulos bastante infeliz. Semente do Diabo não tem nada de demoníaco ou satânico, o terror foi criado pelo próprio homem em seu desleixo com a natureza e com si próprio.
   O pano de fundo da história é o conflito ecológico e os danos à natureza pela exploração humana, duas frentes bastante distintas lutam pelo controle das terras do Maine bastante produtivas em flora e fauna: os indígenas na sua eterna reivindicação de terras e respeito e uma grande madeireira exploradora do local. Inicialmente não há uma divisão exata de lado bom e lado mal, fica a cargo do leitor se identificar e pesar na balança suas crenças e decidir quem tem o direito de ficar com as terras. Os índios são moradores de longa data, muito antes de o homem branco aparecer à tribo já estava organizada em seus territórios com seus lugares sagrados e costumes sobrevivendo basicamente da pesca. Os lenhadores e a madeireira vieram depois, porém existem documentos que comprovam que as terras há muito tempo atrás foram compradas pelo fundador da companhia.
   A "guerra" se desenrola diante da imprensa no cenário politico e todas as questões éticas relativas à natureza e ao preconceito que os índios sofrem é levantada. Porém a mata está dividida e o clima de tensão é forte de modo que um iminente combate armado parece se insinuar pelo ar. Mortes e desaparecimentos estranhos começam a acontecer, curiosamente apenas lenhadores e visitantes sofrem esses atentados e logo a culpa recai sobre os índios e a situação piora.
    O governo decide mandar alguém para investigar o que realmente está acontecendo, assim entra em cena Robert Vern, um médico com complexo de herói. Logo ele descobre que entre os indígenas há uma lenda de um espirito da floresta que em tempos de necessidade surgirá para protegê-los do mal. Quando a investigação começa fatos estranhos começam a submergir para a superfície e segredos obscuros são revelados...
  No geral Semente do Diabo não surpreende, por ser baseado num roteiro as descrições deixam a desejar e todos os diálogos clichês do cinema são transcritos na história, porém a história é boa e nos faz pensar na nossa relação com a natureza, pois quando a agredimos não estamos apenas fazendo mal a ela, mas a nós mesmos. Uma hora ou outra nossas ações se voltam contra nós e pode ser que quando isso acontecer nada mais possa ser feito.

Minha nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (7/10 Caveiras) 

2 comentários :

  1. Nossa, na hora quando vi o título pensei logo em possessão demoníaca ou algo do tipo... bem diferente da sinopse e da sua resenha!

    Apesar da resenha tá bem transparente quanto ao que vamos encontrar no livo... não sei se essa leitura com esse tipo linguagem me atraí. Dessa vez, desculpe Rafa....rsrsrs.. mas eu passo! rsrsrsrs

    Vou deixar a sugestão de um livro p vc... Contos de Terror do Navio Negro. Apesar de ser escrito para pessoas com a idade entre 9 a 12 anos, a gente se surpreende com ele viu! vale a pena! rs

    bjokas e até breve!
    http://sonhosliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gente, nem acredito que achei algo sobre esse livro! Faz alguns anos já (pelo menos uns 12, na verdade) li esse livro na biblioteca da escola, mas desde então nunca mais tinha encontrado nada sobre ele, além de não lembrar com certeza o nome. Na época lembro que me assustou bastante, isso até eu ler A Profecia uma semana depois... Valeu, fuxicando no seu site acabo de encontrar um pedaço do finzinho da minha infância!!

    ResponderExcluir