Resenha | A Viagem Interrompida (O caso de abdução de Betty e Barney Hill) de John G. Fuller - Biblioteca do Terror

Biblioteca do Terror

O maior e mais completo site brasileiro sobre literatura de terror!

Resenha | A Viagem Interrompida (O caso de abdução de Betty e Barney Hill) de John G. Fuller

Share This



A Viagem Interrompida é um livro de não-ficção que aborda o primeiro caso de contato direto com extraterrestres ocorrido nos Estados Unidos: a história da abdução de Betty e Barney Hill em 19 de setembro de 1961, também conhecida como Incidente Zeta Reticuli, em uma referência a possível localização do planeta de origem dos alienígenas. O livro foi escrito por John G. Fuller em colaboração com o casal Hill e o Dr. Benjamin Simon. É baseado nos depoimentos do casal nas sessões de hipnose, que buscavam recuperar as memórias perdidas durante uma viagem de férias de volta para casa.

O livro se destaca por ser um relato minucioso constituído por mais de duzentas páginas de transcrições literais das fitas gravadas durante as sessões de hipnose e anotações de sonhos e pesadelos de Betty Hill, o gatilho para buscar ajuda psiquiátrica. O texto evita uma abordagem sensacionalista e fanática do tema, para construir uma narrativa baseada em uma perspectiva cética que deixa as conclusões a encargo do próprio leitor. A obra foi publicada em 1966 e foi a primeira apresentar um relato do gênero com tantos detalhes e coincidências instigantes, sendo uma influência para muitas obras de ficção nas décadas seguintes, com destaque para Os Estranhos de Dean Koontz.

Na noite do dia 19 de setembro de 1961 o casal Barney e Betty Hill vivenciou a experiência mais estranha de suas vidas, porém tudo o que restou dela foram fragmentos esparsos. Durante um trecho mais isolado de uma rodovia do estado de New Hampshire eles notaram misteriosas luzes no céu. Elas se moviam em trajetórias que não eram naturais. Após um tempo o casal notou que as luzes passaram a segui-los e que mesmo acelerando o veículo elas se aproximavam cada vez mais.

Em dois momentos eles pararam no acostamento para ter uma noção real do que os estava perseguindo. Com ajuda de um binóculo observaram que se tratava de um objeto que tinha a forma de círculo e planava no ar. O mais assustador é que era possível distinguir criaturas dentro dele e elas não se pareciam em nada com seres humanos. Logo após entrarem em movimento outra vez sentiram a nave exatamente sobre o carro e passaram a ouvir uma série de ruídos eletrônicos.

A próxima lembrança é de que estão dirigindo a cerca de 48 quilômetros do local onde estavam sendo perseguidos pelo objeto voador, sem saber exatamente como chegaram até ali e sem nenhuma memória do trajeto. A sensação de estranhamento aumenta ainda mais quando ao chegar em casa percebem que a viagem durou mais de duas horas além do previsto. Na busca por respostas a este mistério acabam conhecendo a hipnose e é só quando os verdadeiros acontecimentos daquela noite de setembro são reconstituídos através de uma longa série de seções de hipnose que a dimensão do horror que viveram é expressa em um relato extremamente chocante e assustador.

A edição da Record apresenta sérios problemas de tradução, desde palavras traduzidas em sentido literal sem levar em consideração o contexto da fala até frases inteiras desconexas, além do tamanho minúsculo da fonte que prejudica e torna a leitura cansativa, já que há seções das transcrições que ocupam mais de uma página. O texto é ágil, mas seu início é um pouco lento, John G. Fuller utiliza as primeiras oitenta páginas do livro para contextualizar o relato de abdução e o resto do romance é literalmente a transcrição dos relatos do casal.

A Viagem Interrompida, dependendo da sua sensibilidade e suscetibilidade em acreditar em relatos deste gênero, é uma história real assustadora ou uma ficção extremamente bem elaborada. Em todo caso não tem como não se arrepiar lendo as descrições detalhadas do casal sobre suas interações com as criaturas e os exames a que foram submetidos. O caso Betty e Barney Hill mudou a ufologia moderna e muito do que é considerado clichê sobre a temática hoje aparece pela primeira vez neste relato. Leitura obrigatória para quem é fã do tema.

  A Viagem Interrompida | Ficha Técnica 
   Título original: The Interrupted Journey (1966)
   AutorJohn G. Fuller
   Tradutora: Vera Sarmento
   Editora: Record
   Páginas: 349 páginas
   Compre: ---
   Nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (7/10 Caveiras)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages