Lançamentos nacionais de terror e suspense para ficar de olho no primeiro semestre de 2018! - Biblioteca do Terror

Biblioteca do Terror

O maior e mais completo site brasileiro sobre literatura de terror!

7 de abril de 2018

Lançamentos nacionais de terror e suspense para ficar de olho no primeiro semestre de 2018!

O primeiro semestre de 2018 está repleto de grandes lançamentos no cenário da literatura de terror nacional, com destaque para grandes editoras publicando novos e conhecidos autores, além de toda uma nova geração de escritores publicando de forma independente. Nos últimos anos o gênero cresceu exponencialmente e a expectativa é que esse ano seja ainda melhor. Esta é uma época maravilhosa para se ser um leitor de terror. Confira alguns dos principais lançamentos:

Indigesto: Contos Gástricos de Flávio Karras
Quem nunca lidou com algo indigesto? Parentes, trabalho, aborrecimentos do cotidiano, um filme patético, o noticiário político... exemplos não faltam. Nesta coletânea busquei dar forma aos temas do dia-a-dia muitas vezes ignorados ou sequer imaginados que o apetite pode esconder. Numa narrativa simples e intercalada com doses de terror, fantasia e humor leviano apresento situações envolvendo alimentação além do caráter nutricional e biológico, mas a função social que o simples ato de comer representa. Que esta publicação possa embrulhar seu estômago e sua mente de forma agradável.
Indigesto é um "arroto pútrido" de criatividade, a receita da coletânea de Flávio Karras mistura terror e fantasia com uma pitada ardente de humor ácido e uma cobertura de weird fiction. Uma leitura divertida que nos leva aos extremos da alimentação, histórias que assustam, angustiam e nos fazem refletir sobre um ato tão natural do ser humano, comer. Indigesto é literalmente um livro para se devorar!

In nomine patris: Tenebris Hibernus de  Décio Gomes
Carregando nas costas o peso das terríveis ações de Irvine Aurish, Jullian Bergamo deixa para trás as cinzas e os destroços de sua vida e parte em uma missão de caça à maléfica feiticeira. Pelo caminho, seguindo pistas e sinais deixados pela mulher, depara-se com um perigoso pedido de ajuda: viajar até Dongji, um vilarejo afetado por um rigoroso inverno, para descobrir a fonte de um misterioso problema que envolve seres da noite, sugadores de sangue, provenientes das lendas folclóricas de uma China longínqua e antiga.
Este é o terceiro livro de Décio Gomes protagonizado pelo exorcista  Jullian Bergamo. Meu primeiro contato com o autor  e seu personagem foi na antologia Arquivos do Mal, com o conto As Almas dos Enforcados, e fiquei fascinado pelo seu estilo de escrita excepcional e capacidade de evocar o horror em qualquer ambiente, com um conjunto de detalhes e descrições de tirar o fôlego. Não demorou muito para eu embarcar na leitura de In nomine patris: Dominus Mortuorum, o primeiro da série de Bergamo e ser surpreendido mais uma vez, Décio vai além das convenções do subgênero do exorcismo e apresenta uma história arrepiante sobre um demônio necromante. Tenebris Hibernus está na minha lista de próximas leituras. 

Deuses Caídos de Gabriel Tennyson
Um serial killer com poderes paranormais está assassinando evangelistas famosos — e os vídeos de cada um deles sendo torturados ganham cada vez mais público na internet. O assassino se proclama o novo messias, e os pecadores devem temer sua justiça.
Deuses Caídos é o lançamento que aguardo com mais ansiedade desde que ouvi falar da história há alguns anos atrás, Gabriel Tennyson já tem dois contos resenhados aqui no blog, O Senhor do Vento e o Último Evangelista, ambos publicados como Gabriel Requiem, e é dono de uma das escritas mais viscerais da nossa literatura. Com fortes influências de Clive Barker, Lovecraft e F. Paul Wilson é uma das grandes promessas para esse ano. 

Imperais de Gran Abuelo de M. R. Terci

Ainda sem capa oficial um dos grandes lançamentos do universo assombrado de M. R. Terci chega às livrarias ainda esse semestre pela editora Pandorga: Os Imperais de Gran Abuelo. Aqueles que já conhecem os horrores que habitam as páginas das séries do Bairro da Cripta, Caídos, O Mythos e Assombrada BR, já sabem o que esperar da obra: páginas que vertem sangue e criaturas ancestrais que pulam diretamente do papel para os nossos pesadelos mais obscuros. Com uma profunda base histórica o autor reimagina os tempos do Império do Brasil, em uma versão macabra povoada por horrores antigos e inomináveis, onde uma escuridão que perpassa eras encontrará resistência em um valente grupo de soldados.

Trabalhos Ocultos de Cláudia Lemes
Alguns contos vão parar em antologias, outros ficam na gaveta. Desses últimos, selecionei quatro contos e uma novela que abrangem vários espectros do suspense e terror, desde o mais Hitchcockiano ao puro e manjado estilo slasher. É um trabalho paralelo e sem pretensões, para aqueles que gostam de boas histórias de ninar. Divirtam-se.
Os Trabalhos Ocultos de Cláudia Lemes é aquele tipo de coletânea indispensável para o fã de terror, a escrita ágil e viciante da autora cria um clima de suspense sufocante que não deixa o leitor se libertar de suas garras até que devore a última linha de seus contos. Suas histórias perpassam vários gêneros, mas todas possuem como fio condutor o macabro. Destaque para a maravilhosa novela Massacre no Acampamento Pornô, uma homenagem ao gênero slasher, que diverte e emociona o fã de filmes clássicos como Sexta-feira 13. Altamente indicado!

A Casa dos Pesadelos de Marcos Debrito
Dez anos depois de estar cara a cara com aquela assombração, Tiago finalmente concorda em voltar à mesma casa para visitar sua avó. Agora adolescente, ele pretende provar para si mesmo, que a terrível imagem que o aterrorizara nas madrugadas por tanto tempo, não passava de uma criação tenebrosa da infância. Mas, ao chegar no casarão, o jovem se depara com o misterioso quarto de seu falecido avô, agora mantido fechado, e tratado como espaço proibido. As restrições com relação ao aposento, as sensações e barulhos no meio da noite logo alimentam nele a suspeita de que algo terrível habita o local. Tomado por uma estranha coragem e desejo de ver-se finalmente livre do medo, tudo que o rapaz deseja é descobrir o que há por trás daquela porta. Então, o pesadelo toma novo impulso quando a figura sombria da infância mostra-se real novamente...
Uma das minhas melhores leituras do ano passado foi O Escravo de Capela de Marcos Debrito, um livro que me deixou assombrado muito tempo depois de ter lido sua última linha, a forma como o autor trabalhou o horror, tanto no contexto sobrenatural, com bases no folclore nacional, quanto no social, na ambientação em uma fazenda de escravos foi sublime. Esses dois níveis de representação se completam criando uma sensação de terror que ultrapassa as páginas. Grandes expectativas para o seu próximo lançamento.

Dança na Escuridão de Marcus Barcelos
Resultado de imagem para horror na colina de darrington

Ainda sem capa e sinopse oficiais confirmadas, Dança na Escuridão é a aguardada continuação de Horror na Colina de Darrington de Marcus Barcelos, que será publicada pela Faro Editoral ainda esse semestre. Tive a honra de ter acesso ao manuscrito do autor e posso afirmar que Marcus Barcelos elevou a história de Ben Simons a um outro patamar, a trama está mais sombria e complexa, além de sua grande evolução narrativa, vários pontos do primeiro livro recebem explicação e dão ao leitor uma nova perspectiva sobre os acontecimentos de HNCD. É um dos grandes lançamentos desse ano! Imperdível!

O Cão Negro de Alec Silva
Quando, em 1767, uma jovem camponesa é torturada e morta sob acusação de bruxaria, um espírito vingativo de um cão de pelos negros surge, vagando pelo mundo, através dos séculos, destruindo vidas e enlouquecendo quem cruza seu caminho. Após gerações de vingança, mortes e loucuras, o Cão Negro se aproxima do ápice de seu complexo plano de justiça quando, em pleno século XXI, um caso surpreendente de licantropia amedronta algumas cidades Brasil obriga a jovem e ambiciosa investigadora Paula a tentar desvendar os assassinatos. Logo ela descobre haver uma forte ligação nos ataques do Lobo e no aparecimento de Marcos, um homem misterioso que guarda consigo segredos perigosos e sombrios. Investigando o caso a fundo, recolhendo relatos e montando o quebra-cabeça mortal, a detetive verá sua vida envolvida por uma entidade sobrenatural capaz de grandes coisas quando determinada a cumprir sua vontade.
O Cão Negro de Alec Silva, minha leitura atual, é outro livro de terror nacional cujo lançamento eu aguardava há eras com ansiedade. Um dos pontos interessantes de toda a obra do autor é seu cuidadoso processo de pesquisa sobre simbologias e significados em diferentes culturas de temas que utiliza em suas histórias, o resultado são tramas com profundas bases históricas e uma verossimilhança perturbadora. O Cão Negro é um romance de terror fix-up, formado por vários contos que se passam em épocas diferentes, que surpreende logo nas primeiras páginas. A primeira história traz o "julgamento" de uma bruxa, a origem de toda a maldição, com detalhes arrepiantes e sangrentos. Para fãs de terror visceral, é uma obra-prima. 

Creepypastas: lendas da internet org. de Glau Kemp
Resultado de imagem para antologia lendas urbanas glau kemp
Os fóruns web estão repletos de histórias sobre casos misteriosos, investigações policiais não resolvidas, fotos sem explicação, descrições de rituais e manifestações demoníacas, versões bizarras e não oficiais de jogos eletrônicos, relatos de episódios macabros de desenhos infantis. São narrativas virais e anônimas espalhadas nos recônditos mais obscuros da internet, sem que se possa rastrear seus verdadeiros autores. Ou sua veracidade. Acabaram conhecidas como creepypastas - algo como um copypaste (de copiar e colar) de situações assustadoras. Mas e se as lendas mais famosas da Internet não forem boatos?
Creepypastas é uma antologia com um tema interessante e pelas informações que a organizadora Glau Kemp já compartilhou sobre autores e contos está imperdível! Ano passado a autora lançou o ótimo Quando o Mal tem um nome e co-organizou Arquivos do Mal, uma antologia que explora os lugares assombrados de São Paulo, ambos leituras surpreendentes, carregadas de altas doses de terror e tensão. A qualidade da escrita de Glau Kemp fez com que eu ficasse de olho em qualquer projeto futuro associado ao seu nome. Creepypastas é mais um título para a lista.

Um comentário:

  1. Cara, com Marcos DeBrito, Gabryel Tennyson e Marcus Barcelos em uma mesma postagem eu não vejo mais nada. Ansioso por eles!

    ResponderExcluir