ÚLTIMAS NOTÍCIAS

2 de novembro de 2014

Deuses de Dois Mundos: O Livro do Silêncio de PJ Pereira


Sinopse:
  Na África ancestral, Orunmilá, o maior adivinho de todos os tempos, não entende por que seus instrumentos se calaram. Nos dias atuais, um jovem jornalista se aventura pelas ruas de São Paulo, tentando fugir de uma missão que não deveria ser sua. No primeiro livro da série Deuses de dois mundos, Ogum, Xangô, Oxóssi e Oxum se unem a gente do nosso tempo para resgatar os 16 príncipes do destino, numa narrativa que preserva toda a sensualidade e violência original dos mitos africanos dos orixás.

Opinião:
    As Iyá-Mi Osorongá são as senhoras dos pássaros noturnos, conhecidas feiticeiras que possuem tanto poder (axé) como ambição de tomar o lugar que hoje é dos Orixás, para isso sequestraram a fonte de troca de axé entre Orum (O 'Céu' habitado pelos Deuses) e Aiê (A Terra habitada pelos homens) os Odus que são responsáveis pelas predições de sábios através do jogo de búzios. Com a fonte de informação roubada os sacerdotes, babalaôs, não conseguem mais descobrir que sacrifícios fazer para colheitas e eventos importantes funcionarem. Através de uma África ancestral e fantástica, Orunmilá, um dos maiores babalaôs partirá numa jornada para reaver os totens que lhes dá o poder de prever o futuro para isso reunirá grandes heróis para auxiliar nessa busca, grandes guerreiros como Ogum, Xangô e Oxóssi. 
   Essa é a premissa de PJ Pereira ao criar uma das mais interessantes e criativas sagas da literatura fantástica brasileira, utilizando personagens da religião dos Iorubás, um dos povos africanos que mais contribuíram para a formação da cultura brasileira, inserindo os ancestrais africanos na atualidade através da narrativa de Newton Fernandes, o protagonista que conta através de e-mails sua experiência com essa religião. O Livro do Silêncio é o primeiro da trilogia de Deuses de Dois Mundos, sucedido por O Livro da Traição e O Livro da Morte, como todo início de sagas serve como base para todo o desenvolvimento da trama além de apresentar personagens e introduz a cultura africana para o leitor que não a conhece.  O projeto gráfico do livro ficou excelente e a capa é de uma arte incrível, faz alusão ao grande corvo negro que as bruxas enviam para destruir os heróis do livro e causar destruição durante um grande festival.
   O Livro do Silêncio é uma leitura imperdível, pois cria um cenário diferente para o gênero fantástico, cujas tramas são centradas em paisagens europeias ou similares, poucas aproveitam o Antigo Continente Africano como fonte de inspiração, tão rico em lendas e mitologias, ritos e costumes. O ritmo narrativo é leve e ágil, o autor consegue dosar surpreendentemente bem a tensão dos mistérios com as cenas de ação construindo os capítulos através das expectativas que os finais dos mesmos criam. Ao final da leitura surgem muito mais perguntas que respostas e ânsia por saber o que acontecerá a seguir é imensa. Leitura indicada!

Minha nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠(9/10 Caveiras)

2 comentários :

  1. Espero que goste do segundo livro também. Outros leitores dizem que o segundo é melhor que o primeiro.

    ResponderExcluir
  2. Oooolha fiquei MUITO interessada em ler isso por que a ideia parece interessantíssima, vou procurar na minha próxima ida a São Paulo por que se tem algo que eu quero ver crescer no país, é a literatura fantástica e uma que tenha tudo a ver com nossa cultura me parece melhor ainda. E seus posts são um perigo para o meu bolso e para o meu tempo. Sempre quero ler suas recomendações.

    http://anatomiadomal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir