ÚLTIMAS NOTÍCIAS

1 de novembro de 2012

Resenha: A Matilha Assassina - David Fisher



Sinopse
"Todos viviam calmos e felizes, até que a aldeia foi invadida por um bando de cães danados". Um thriller de terror, onde cães abandonados e invadem uma cidadezinha isolada.


Opinião:
    A Matilha Assassina é uma versão mais sangrenta e obscura do Chamado da Floresta de Jack London.  David Fisher criou uma história ótima sobre como o instinto de sobrevivência age em situações extremas seja ele animal ou humano, e seu êxito está na objetividade do enredo e no foco dos personagens. O livro é pequeno e direto, o autor não se utiliza de flashbacks e ruminações sobre o passado apenas para encher páginas ao contrário a trama é centrada diretamente nos acontecimentos e o que resulta disso é nada mais que o simples relato objetivo e imparcial que vai desde o início até o fim do incidente.  O que aconteceu antes com os personagens não é importante, mas sim as suas reações diante do perigo real a que tem de enfrentar.
   Houve um tempo em que os cães eram realmente os melhores amigos do homem, a relação entre as espécies era bem mais interativa e produtiva. Hoje o título ainda perdura, mas talvez seja algo vazio e sem sentimento, os cães passaram a ser apenas mais um dos "objetos" da casa com um simples porém,  devem ser alimentados e receber alguma atenção rápida às vezes. Na sociedade moderna, na qual a família toda trabalha e fica fora de casa o dia inteiro, a figura do cachorro perdeu um pouco a seu valor e hoje é vista como fonte de gastos e dor de cabeça. As pessoas não entendem que aquele filhotinho fofinho irá crescer e se transformar em um grande animal adulto que assim como seus "donos" precisará de cuidados e companhia, além de um espaço para correr e brincar. É exatamente isso que a sociedade nos tira, tempo e espaço e logo quando se nota o filhotinho já é um cachorro que perdeu toda a sua "gracinha" e agora além da sujeira, por causa da solidão talvez, late a noite inteira.  Então chega o momento em que os cães são despejados para viver na rua, jogados e abandonados à própria sorte por um dono desalmado e sem coração que por falta de tempo não pode se "apaixonar" por seu animal.  
   Assim começa A Matilha Assassina com cães sendo deixados para trás. Um filhotinho era adotado para passar o verão com a família na sua casa de veraneio, numa ilha isolada da correria da cidade, e fazia a alegria das crianças por um determinado tempo, porém na hora de voltar para a casa levar o animal é algo impensável, pois como ele sobreviveria em um apartamento? Dessa maneira eles são cruelmente largados na floresta à própria sorte... Chega o inverno e com ele o frio e falta de comida e com eles a morte.
   Porém os cães possuem um rastro de inteligência ou senso de autopreservação que faz com que ao invés de perecerem sozinhos unam se em uma matilha onde as chances de sobrevivência são maiores. David Fisher consegue captar todo o sentimento e sofrimento dos animais com descrições perfeitas das suas percepções. A união da matilha é admirável e a mudança que ocorre nos cães parece uma metáfora bastante ácida dirigida a nós que temos os cães como sendo nossos melhores amigos, porém duvido que eles achem isso. Que melhor amigo é o seu dono?
   O livro é altamente recomendado a quem quer uma boa leitura rápida e sangrenta, mesmo o livro não sendo um dos melhores do gênero proporciona belas horas de diversão.

Minha nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (8/10 Caveiras) 

6 comentários :

  1. Não conhecia o livro mais gostei muita da resenha.
    Gosto mmuito do seu blog por sempre trazer livros assim, que eu nunca vi.
    Bjos...

    ResponderExcluir
  2. Gosto desses livros com um embasamento filosofico, Òtima resenha , parabéns pelo blog !

    ResponderExcluir
  3. Já li esse livro... Nossa é ótimo, no decorrer da historia parece que você esta assistindo o filme....
    Quero ler essa resenha novamente....

    ResponderExcluir
  4. Eu assisti um filme parecido, mas com gatos, sempre passava no SBT e foi o que me deixou com um certo trauma de gatos na infância. Seria bom se todos os animais abandonados se unissem dessa forma para sobreviver, é triste ver um cachorro na rua e não ter como ajudar.

    ResponderExcluir


  5. Ao ver sua resenha sobre esse livro, que eu não conhecia, fiquei muito curioso para ler.
    Muito legal entrar nesse blog e ter ótimas dicas de livros de terror. Obrigado rafa, hoje em dia são tantos blogs que só falam sobre livros da moda, que é muito precisoso esse reduto para quem gosta de ir atrás dessas pérolas.

    Aproveito para passar o endereço de meu blog. Se encontrar nalgo de interessante lá, ficarei felixz em ter retribuído de alguma forma suas dicas.

    http://porquelivronuncaenguica.blogspot.com.br/2014/11/sete-serial-killers-da-literatura.html

    ResponderExcluir