Resenha | O Instituto de Stephen King - Biblioteca do Terror

Biblioteca do Terror

O maior e mais completo site brasileiro sobre literatura de terror!

Resenha | O Instituto de Stephen King

Share This


O Instituto é um livro que tem vários elementos familiares aos fãs de Stephen King: um grupo de crianças encontrando forças em seus laços de amizade para enfrentar um mal tangível, experimentos eticamente questionáveis com poderes psíquicos, um personagem sem raízes que busca um novo começo em uma cidadezinha do interior e uma organização governamental secreta que ultrapassa os limites da moralidade para alcançar seus fins. 

É um daqueles épicos do autor que transcendem gêneros, misturando suspense psicológico, horror e drama para construir uma história sobre os extremos da crueldade humana, justificada em prol do bem comum, e da tenacidade do ser, em manter a esperança e a integridade mesmo em situações limítrofes. É também uma história sobre amadurecimento, rebelião, vingança e sacrifício. 

Stephen King consegue explorar em seu texto o sentimento de nostalgia que permeia a cultura pop nos últimos anos, com suas histórias sobre poderes paranormais protagonizadas por crianças, associando-o aos medos sociais da contemporaneidade, como a desconfiança nas instituições governamentais, a corrupção e a desinformação. A tensão é construída a partir do mistério por trás da existência do Instituto, um local secreto onde crianças são submetidas a testes físicos e psicológicos para estimular o desenvolvimento de poderes psíquicos. 

Um dos pontos centrais do horror de O Instituto é a constante indagação do quão longe estamos dispostos a ir e do quanto da nossa humanidade estamos dispostos a sacrificar para nos proteger de possíveis perigos, e em última instância, os elementos que utilizamos para classificar algo ou alguém como perigoso. Há uma óbvia crítica as políticas de imigração americana.

Em uma sociedade que o governo separa filhos de imigrantes em gaiolas em nome da "segurança nacional", a possibilidade da existência de um lugar em que crianças, sequestradas por causa de suas habilidades telecinéticas e telepáticas, são torturadas e obrigadas a usar seus poderes até que seus cérebros seja consumidos pela insanidade, em nome de uma suposta segurança da humanidade, é assustadoramente próxima à realidade.

Em 2010, durante uma entrevista na campanha de lançamento de Escuridão Total Sem Estrelas, Stephen King falou da possibilidade de Danny Torrance, de O Iluminado, se casar com Charlie McGee, de A Incendiária, e concluiu dizendo que eles teriam filhos totalmente maravilhosos. Bem, as crianças do Instituto são esses "filhos". King tem a oportunidade de explorar com profundidade elementos que abordou superficialmente nos romances citados acima e faz isso com muita propriedade. A exemplo das consequências para o cérebro humano do uso massivo de poderes psíquicos ao longo do tempo e as justificativas e o raciocínio por trás do qual se escondem as pessoas que cometem ações terríveis.

O Instituto é uma leitura divertida que irá agradar tanto aos fãs de longa data do autor, como a nova geração que está crescendo imersa na cultura da nostalgia. Stephen King constrói um romance cheio de tensão e mistérios que culmina em uma de suas conclusões mais instigantes dessa década, a ambiguidade que surge após a finalização da história permanece se revirando nas entranhas da mente do leitor muito tempo após a leitura. Destaque para a breve citação de Jerusalem's Lot, que nos dias de hoje no universo de Stephen King, virou uma lenda urbana.

  O Instituto | Ficha Técnica 
   Título original: The Institute (2019)
   AutorStephen King
   Tradutora:  Regiane Winarski
   Editora: Suma
   Páginas: 544 páginas
   CompreAmazon
   Nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (10/10 Caveiras)

2 comentários:

Pages