ÚLTIMAS NOTÍCIAS

17 de maio de 2014

Resenha: Represália de F. Paul Wilson


Sinopse:
   Vinte anos depois do aparecimento da entidade maligna que causou terríveis acontecimentos na mansão Hanley, seus efeitos dramáticos continuam espalhando-se como lentas ondulações pela superfície de um lago, ecoando até os dias de hoje...

Opinião:
    F. Paul Wilson quando começou a escrever O Fortim, não tinha noção que a guerra que criava entre a humanidade e um mal antigo tomaria proporções tão grandes que acabaria se tornando uma série, chamada de O Ciclo do Inimigo. Os três primeiros volumes, O Fortim, Sepulcro e Toque Mágico não possuem nenhuma ligação aparente entre si e é apenas em Renascido que a trama começa a tomar um curso sério de acontecimentos quando o horror metafisico que permeia o ambiente sobrenatural da trilogia inicial toma forma carnal. Represália é uma continuação diretamente ligada a Renascido e além de desenvolver a trama serve como ligação entre as outras histórias unindo personagens e amarrando pontas soltas, preparando solo para a batalha final que acontecerá em NightWorld.
    Represália se passa vinte anos após os dramáticos acontecimentos de Renascido. O Inimigo conseguiu atravessar o abismo infernal, onde estava aprisionado e agora caminha pelo mundo, os capítulos que descrevem o seu crescimento são pérolas vivas do horror, F. Paul Wilson resgatou a sensação de livros como A Profecia e o Bebê de Rosemary criando um ambiente claustrofóbico para a mãe que se estenda até o leitor. A trama principal segue Will Ryerson, um homem simples que se vê em uma condição estranha, toda a vez que se aproxima de algum telefone este começa insistentemente a tocar até que alguém atenda, na ligação uma voz de criança suplica por socorro lançando gritos horríveis que ultrapassam a alma do ouvinte, trazendo ao presente segredos do passado que ele tenta esquecer. Uma jovem professora encontra um aluno sedutor que parece traduzir todas as qualidades que algum dia sonhou existir em um homem, suas relações se iniciam suavemente e a paixão cresce na mesma medida que o amor parece surgir, porém logo as experiências outrora inocentes começam a ganhar tons sadomasoquistas e ela descobre que seu julgamento estava totalmente errado. E por fim temos um policial obcecado pelo caso não resolvido de um desmembramento brutal de uma criança anos atrás.
   Aos poucos os rumos da história são definidos e os enredos secundários convergem rapidamente para um glorioso desfecho dramático. Represália é recheado de momentos em que a tensão faz o leitor suar durante a leitura e um ritmo que a torna viciante, possui uma das cenas mais arrepiantes delivros de horror que se passa em um cemitério é como o clímax de Cemitério de Stephen King ao contrário. F. Paul Wilson apara as arestas de sua série e prepara o campo para uma grandiosa batalha que decidirá o fim do mundo, é um livro indispensável na estante de todo bom fã de terror. O único porém é que o final deixa uma vontade enorme de ler a conclusão do Ciclo Do Inimigo, mas o livro ainda não foi traduzido e pela boa vontade das editoras nacionais isso irá demorar a acontecer.


Minha nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (10/10 Caveiras)

Um comentário :