Resenha | O Incrível Homem Que Encolheu de Richard Matheson - Biblioteca do Terror

Biblioteca do Terror

O maior e mais completo site brasileiro sobre literatura de terror!

Resenha | O Incrível Homem Que Encolheu de Richard Matheson

Share This

Richard Matheson foi um dos maiores escritores de horror do século passado, sua vasta e grandiosa obra influenciou uma geração de grandes nomes, entre eles Stephen King, Neil Gaiman e George Romero. Famoso por seus roteiros para a série de televisão Além da Imaginação é autor de histórias que se tornaram clássicos como Pesadelo a 20.000 Pés; Eu Sou a Lenda; Hell House a Casa Infernal.
 
De um modo geral é um autor desconhecido do grande público leitor brasileiro, seus livros só ganharam tradução recentemente depois do sucesso da adaptação de Eu Sou A Lenda protagonizada por Will Smith, que já havia sido publicado anteriormente nos anos oitenta na Coleção Mestres do Horror e Da Fantasia com o nome de A Última Esperança Sobre a Terra. Outro livro que ganhou versão traduzida foi Hell House, A Casa Infernal um dos melhores livros sobre casas assombradas. 

Recentemente o livro Outros Reinos foi lançado, uma de suas últimas histórias cujos temas trilhavam os caminhos fantásticos. Hoje, porém é a coleção de contos presente no livro O Incrível Homem Que Encolheu que será tema de nossa conversa. O Incrível Homem que Encolheu é uma das mais fantásticas histórias de Matheson, enquanto outros autores exploravam a grandiosa imensidão do espaço sideral, ele trouxe aos leitores uma nova dimensão do horror através da fábula do homem que encolhe sem parar até atingir um tamanho microscópico, que mundos e seres coexistem microscopicamente conosco sem que saibamos de sua pequena existência?
 
Seres que podem nos adorar como deuses e medem seu tempo através de nossos atos que refletem de maneira catastrófica em suas vidas. Stephen King utilizou uma variação interessante desta história, ao invés de tamanho ele utilizou o peso como medida, em A Maldição do Cigano e diversas outras obras literárias e cinematográficas utilizaram O Incrível Homem Que Encolheu como base para suas tramas. 

O conto é narrado a partir de duas narrativas distintas, a principal acompanha o protagonista já medindo poucos milímetros e tendo que enfrentar como antagonista uma gigantesca aranha preso no sótão de sua própria casa e as outras são formadas por flashbacks, que narram suas impressões e dificuldades ao ver dia após dia seu tamanho diminuir. 

Pesadelo a 20.000 Pés traz uma clássica aventura da série Além da Imaginação, o protagonista se recupera de um surto nervoso e tem que viajar de avião enfrentando um de seus medos, durante a viagem avista uma criatura estranha na asa do avião tentando destruir as turbinas, em pânico tenta avisar a cética tripulação de que a vida de todos corre perigo. O Teste, O Homem Dos Feriados e Montagem são histórias curtas cujos finais surpreendem o leitor, são exemplos de narrativas em que Matheson trilha os caminhos da ficção cientifica e de narrativas mais sérias e realistas.

Destaque também para O Distribuidor, conto que serviu de inspiração para Stephen King escrever Trocas Macabras, além de Encurralado que deu origem a novela escrita em colaboração com Joe Hill, A Tribo. O Incrível Homem que Encolheu reúne dez histórias que são únicas por serem ideias seminais que germinaram anos mais tarde em diversas formas de mídias, não é difícil se pegar lendo um conto e lembrar de um episódio daquele desenho que marcou a infância ou ainda daquele filme favorito de antigamente. É uma leitura obrigatória aos fãs de literatura fantástica.

   O Incrível Homem Que Encolheu (2010) | Ficha Técnica 
   Título original: The Shrinking Man (1956)
    Autor: Stephen King
   Tradutora: Jaqueline Valpassos
   Editora: Novo Século
   Páginas: 344 páginas
   CompreAmazon
   Nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (10/10 Caveiras)

Um comentário:

  1. Hell House foi o primeiro livro de terror que li. E foi o que me mostrou o quanto eu adoro este estilo. Esse livro do Matheson, O incrível homem que encolheu, é lindo. Traz uma conclusão fantástica. Mas, é muito cansativo. Acompanhar cada centímetro perdido do protagonista nos assusta, mas também entendia em alguns momentos. Mas, pelo conjunto da obra, também dou nota 09!

    ResponderExcluir

Pages