ÚLTIMAS NOTÍCIAS

26 de janeiro de 2016

Resenha: Terra Amaldiçoada de Douglas Lobo


Sinopse:
   Demitido de seu emprego em São Paulo, Fabrício Machado retorna a sua terra natal, no interior do Piauí. Ali, espera reavaliar sua vida para decidir o rumo a seguir. Logo, porém ele descobre que o ambiente rural arcaico onde cresceu está em extinção. O progresso chegou, ameaçando sua fazenda, sua família e todo um modo de vida. Quando uma série de assassinatos começa a ocorrer, Fabrício desconfia que uma presença maligna assombra sua terra. Uma força que não cessará de matar até que se vingue do mundo que a criou. 

Opinião:
   O tempo corre de maneira diferente no campo e na cidade, enquanto nas grandes metrópoles os segundos se esvaem em congestionamentos e situações estressantes, o ambiente rural está imerso em um nevoeiro atemporal de morosidade que atrasa o caminhar do ponteiro dos relógios, alimentando a sensação de que o dia possui o dobro das horas que realmente tem. Essa diferença é mais notável durante a noite, na cidade o silêncio noturno é formado por uma cacofonia de vozes de pedestres, barulhos de automóveis e todos aqueles sons que marcam o adormecer cosmopolita. Já no campo este silêncio está envolto em uma aura sobrenatural, a noite em uma fazenda é o momento em que a realidade é engolida pela escuridão e a opressora tranquilidade da calada da noite parece esconder gritos mudos de horror e tensão. A quietude rural é formada por um coral de insetos que às vezes segue o ritmo de uma orquestra infernal e não lhe dá sossego,  em outras se cala repentinamente obliterada pelo urro de algum animal desconhecido. Nesse ambiente a mente esquece as linhas que separam o real do lendário, criaturas que fazem parte do folclore ganham formas através das sombras, é neste momento onde a loucura e a sanidade se mesclam, que o lugar que você conhece torna-se uma terra amaldiçoada. 
   Douglas Lobo consegue recriar com perfeição todo esse cenário mítico do interior, onde o saber das crendices populares é mais aceito do que as explicações científicas, de um modo que o leitor sente-se inserido dentro da estória, mais do que isso, representa bem o saudosismo de "tempos mais simples", através de um olhar atual que contextualiza o efeito que as inovações tecnológicas tiveram na vida do homem comum do campo. Há uma importante crítica social escondida atrás das linhas sobrenaturais do texto, o assassinato em massa da agropecuária familiar através do advento das grandes empresas alimentícias. Falo isso por experiência própria, há quinze anos meu avô gerenciava uma fazenda aviária onde criava frangos para o abate, juntamente com os fazendeiros vizinhos perfaziam quase metade da demanda de uma grande empresa no Paraná. Ano passado ao retornar à sua fazenda fiquei chocado ao descobrir que mais de noventa por cento dos "galinheiros" faliram, a bela visão de um rico pedaço de floresta que povoava a horizonte foi destruída para dar lugar a moderno e automatizado incubatório, onde as aves são especialmente selecionadas e alimentadas com rações transgênicas para engordar rapidamente. É praticamente uma "matrix" aviária. . Enquanto os bairros pobres nas margens das cidades aumentam para todos os lados, por causa do êxodo rural, as  as pequenas propriedades rurais são engolidas por plantações e pastos gigantescos. Gostei bastante  do modo utilizado pelo autor para explorar essa relação entre a necessidade moderna e a tradição familiar, que serviu de base para a inserção do sobrenatural. 
   Terra Amaldiçoada explora a raiz  folclórica do mito do lobisomem, não a figura europeia demonizada pelos jesuítas dentro das tradições indígenas, mas sim a própria manifestação bestial e selvagem da natureza, o protetor sanguinário que não distingue meio termos na  busca por vingança. No livro o protagonista retorna a sua cidade natal após se decepcionar com a vida em uma grande metrópole, seu intuito é recarregar as forças em um ambiente familiar com a ajuda de seus conhecidos e parentes, mas que encontra ao voltar, no entanto, é totalmente diferente daquela imagem idílica que estava impressa em sua mente, a opulência dos fazendeiros foi substituída pelas ruínas causadas pelos tentáculos da automatização, a antiga máquina provinciana de existência está desgastada e modo de vida moderno engole os trabalhadores, com a popularização da educação ninguém mais quer ser apenas um peão recebendo ordens quando pode ser um engenheiro ou advogado na cidade grande. Em meio a essa transformação social, estão os cruéis e misteriosos assassinatos de grandes fazendeiros na região, seus corpos são encontrados dilacerados com uma brutalidade animalesca, assim como suas criações que  jazem estripadas nos campos. Segredos pútridos do passado surgem à tona infectando a população com medo. Quando a pilha de cadáveres começa a aumentar e a polícia não possui nenhuma pista do suposto criminoso, os sussurros que falam de uma maldição ancestral aumentam, aquilo que parecia ser apenas mais uma lenda se prova real.   
   A narrativa de Douglas Lobo é ágil, as cenas são bem construídas e a leitura é rápida e prazerosa, Terra Amaldiçoada não é um livro que se propõe a assustar o leitor, embora consiga arrancar arrepios com algumas cenas sangrentas, como a vívida descrição da luta de vida e morte de um personagem que tem sua cabeça abocanhada pela criatura, os segundos de lucidez antes da decapitação são angustiantes,  é uma obra bastante reflexiva. O sobrenatural serve como base para discutir vários assuntos tabus, como o estupro, o preconceito, além de outras questões sociais que envolvem o meio rural, como a reforma agrária por exemplo. Terra Amaldiçoada consegue prender todo o tipo de leitor, desde aquele que procura uma boa e velha história sangrenta de terror e aquele que busca algo além, com cenários fantásticos e uma prosa agradável, ótima escolha para uma noite de lua de cheia. 

Nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (10/10 Caveiras)

6 comentários :

  1. Nossa, fiquei super curiosa para ler esse livro! minha lista de leituras só aumenta... Ótimo post!

    Leitora Compulsiva
    http://olhoscastanhostambemtemoseufascinio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Caramba, adorei aqui! É o primeiro blog voltado ao terror/suspense que realmente parece ser interessante que eu encontro, hahaha
    Com certeza acompanharei aqui.
    Vi ali no gadget do skoob que você está lendo O Perfume, espero que goste, ele é um dos meus livros favoritos em disparada!

    Abraços,
    Controle Literário

    ResponderExcluir
  3. Olá Rafa! Me interessei muito pelo livro mas não consigo achar pra comprar a versão física, só tô achando em formato e-book. Vc sabe aonde posso encontrá-lo?

    ResponderExcluir
  4. T. H., aqui é o autor. Você pode comprar a edição física aqui: http://www.amazon.com.br/Terra-Amaldicoada-Douglas-Lobo/dp/8544802192/ref=tmm_pap_title_0

    ResponderExcluir
  5. Tem na Estante Virtual também: http://www.estantevirtual.com.br/busca?q=Terra+Amaldi%E7oada+

    ResponderExcluir
  6. Quero muito ler esse, mais no momento estou mega envolvida com a Dollanganger serie de V.C. Andrews, que recomendo muito.

    ResponderExcluir