ÚLTIMAS NOTÍCIAS

21 de abril de 2015

Resenha: O Guardião de Dean Koontz


Sinopse:
  A protagonista Laura Shane tem sua vida marcada pela intervenção constante de um personagem misterioso e assustador. A cada situação de perigo, o guardião da jovem surge em meio a tempestades para ajudá-la. Uma mistura habilidosa de suspense e ficção científica nos conduz ao universo arrepiante de Dean Koontz.


Opinião:
   Dean Koontz era considerado um dos grandes mestres do suspense nos anos oitenta, sua fase mágica em que suas experiências literárias misturavam os mais diversos gêneros com resultados fantásticos, a grande maioria das listas que compilam suas melhores obras sempre são recheadas com títulos desta época. Nos últimos tempos sua narrativa passou por uma grande mudança, sua escrita continua a mesma sempre mesclando suspense e agilidade, é o tema de seus livros que estão diferentes, antigamente explorava com perfeição as ramificações que o contato do mundo real com o sobrenatural causava em nossa realidade, seus protagonistas eram a personificação de seus leitores, enfrentando as situações extremas que estávamos acostumados a ler em obras de outros autores. Essa é a mágica de Koontz, fazer com que o leitor acredite que aquela história que está contando realmente poderia acontecer com ele. Hoje em dia seus trabalhos são reflexo da era dos best-sellers de leitura fácil, thrillers de pouca profundidade que acabaram com o mistério da criatura na escuridão, agora o monstro é apenas um homem perturbado. Essa é a era dos assassinos seriais, com as motivações mais ignóbeis que possa imaginar. Mas O Guardião é anterior a isso, ainda foi escrito na época de ouro de Dean Koontz. 
   Diferente da maioria das obras da época escritas pelo autor, O Guardião tem uma construção psicológica mais detalhada e densa, talvez por isso muitos leitores achem a trama um pouco parada em comparação ao usual de Koontz, geralmente seus protagonistas são pegos de surpresa quando atravessam as fronteiras do sobrenatural em uma trama que se passa em poucas horas, sendo a exata definição de um mergulho nas profundezas do mar onde a tensão torna difícil a respiração. Mas O Guardião é diferente, sua trama é mais desenvolvida e embora haja uma explosão de ação e tensão na segunda metade do livro, as primeiras páginas são marcadas pela construção emocional e psicológica de seus personagens, suas motivações e experiência marcantes. Koontz é muito cuidadoso ao criar uma personalidade para sua protagonista, no livro que é sem sombra de dúvidas uma de suas criações mais bem desenvolvidas. Misturando suspense com ficção científica o resultado é um livro que segue os padrões das melhores histórias de Dean Koontz com o diferencial de ser uma trama mais trabalhada e complexa. Indicado aos fãs do autor. 

Nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (9/10 Caveiras)

Um comentário :

  1. A premissa deste livro é muito interessante, fiquei interessado.

    bomlivro1811.blogspot.com.br

    ResponderExcluir