ÚLTIMAS NOTÍCIAS

1 de janeiro de 2015

25 Livros Indicados por Stephen King em Dança Macabra

   Dança Macabra é uma leitura obrigatória para todos os fãs de horror, uma aula sobre os filmes, livros, séries e programas de rádio que deram origem ao gênero moderno, ministrada pelo mestre Stephen King, que de uma maneira extremamente didática fala sobre as obras que o influenciaram, desde clássicos como Drácula de Bram Stoker e Frankenstein de Mary Shelley até os modernos Eu Sou a Lenda de Richard Matheson e Os Mortos-Vivos de Peter Straub. Confira a seguir uma lista de indicações, baseada em um dos apêndices do livro, que Stephen King considera essenciais para a compreensão do gênero:


A Longa Jornada de Richard Adams
Watership Down — A Longa Jornada, é a saga pitoresca de um bando de animais que vive, segura e confortavelmente no melhor dos mundos, mas é impelido pela terrivel visão profética de um deles — a colina, o lar, cobertos de sangue. Coelhos, coelhos selvagens vivendo uma épica aventura. Face à ameaça de destruição de todos eles, tendo apelado sem êxito para o 'Chefe', revoltam-se para sobreviver...... partem.

O Passa Paredes  de Marcel Ayme
O Passa-Paredes compõe-se de dez contos publicados durante a ocupação alemã na Segunda Guerra Mundial. Numa época em que o escritor, para sobreviver, apelava não poucas vezes para a escamoteação da realidade, Aymé deu largas ao pendor para o fantástico e o alegórico, ironizando a crescente degradação do homem, a decadência de costumes e da sociedade francesa de seu tempo. 

Psicose, o clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O protagonista Norman Bates, assim como Gein, era um assassino solitário que vivia em uma localidade rural isolada, teve uma mãe dominadora, construiu um santuário para ela em um quarto e se vestia com roupas femininas.

Coletânea de 19 contos de terror do escritor norte-americano Ray Bradbury.

Algo Sinistro Vem Por Aí de Ray Bradbury
Um parque de diversões chega a uma pequena cidade do Meio-Oeste americano. Para a maioria dos frequentadores, é um lugar de passatempo inocente. Mas alguns escolhidos são conduzidos a atrações aterradoras: carrosséis fúnebres e labirintos de espelhos onde a vaidade de cada um produz pesadelos e transformações fantásticas. Em Algo Sinistro Vem por Aí (o título é uma citação a Macbeth, de Shakespeare), o americano Ray Bradbury, autor de clássicos da ficção científica como Fahrenheit 451 e Crônicas Marcianas, mostra que também é um mestre do horror.

Para a maioria das pessoas pode ser óbvio, mas será que elas já se perguntaram se estão realmente vivas? Essa questão é o ponto de partida do memorável romance de Ray Bradbury e o momento que marcou o início do verão de 1928 na vida do protagonista Douglas Spaulding, de doze anos.

Vegetais alienígenas atravessam o espaço durante milhares de anos em busca de um planeta onde possam se reproduzir, substituindo seres vivos. Encontram a Terra. Os organismos originais padecem, enquanto, de dentro de vagens gigantes, irrompem clones desprovidos de emoção.

O Senhor das Moscas de William Golding
Um grupo de jovens é retirado de uma cidade atingida por um bombardeio atômico. Eles passam a viver numa ilha deserta do Pacífico e lá reconstituem os valores da sociedade em que viveram. Este romance é considerado a obra-prima do prêmio Nobel de 1983.

Nova York, final dos anos 50. Entre bairros negros e casarões decadentes circula Harry Angel, detetive particular ao velho estilo. Sua mais apavorante aventura começa com um telefone de Louis Cyphre. O estranho cliente pede um serviço simples: que Angel localize o músico Johnny Favorite, um astro da canção desaparecido anos antes. No rastro de Favorite, Harry Angel mergulha num mar de sombra e pesadelo, onde cada testemunha pode morrer e cada pista se dissolve em sangue. Em meio a rituais de magia negra, a trama cresce em tensão e mistério, até um desfecho imprevisto e chocante.

A Assombração da Casa da Colina de Shirley Jackson
Conta a expedição organizada por um doutor chamado Montague, para comprovar a existência de eventos sobrenaturais em uma casa amaldiçoada, construída por um milionário excêntrico chamado Hugh Crane.Após muita insistência por parte de Montague, a atual dona da casa permite a expedição, desde que o futuro herdeiro (seu sobrinho Luke) faça parte dela.

Em direção a seus semelhantes o pássaro lança seu vôo de esperança e de morte. Em direção aos seus semelhantes, um menino lança seu amor, seu desejo de vida. Longíqua semelhança, que qualquer tinta multicolorida destrói e que os preconceitos negam.

O Bebê de Rosemary de Ira Levin
Alugando um apartamento em antigo prédio de Nova Iorque, os recém-casados Rosemary e Guy Woodhouse organizam suas vidas com pequena ajuda dos vizinhos Minnie e Roman Castevet. Guy é ator e luta por um papel de destaque, enquanto Rosemary decora com ar mais alegre o apartamento onde anteriormente foi cometido um crime. Guy consegue um papel graças a um acidente com o ator titular e, logo depois, Rosemary tem um pesadelo no qual é possuída pelo demônio. Passado algum tempo, Rosemary descobre que está grávida e é tratada por Minnie e o médico desta, Dr. Sapirstein com vitaminas especiais. Fatos estranhos levam Rosemary a desconfiar que todas estas pessoas estão envolvidas com magia negra, começando a suspeitar que o marido, um ator que, literalmente, venderia a alma ao diabo para conquistar o sucesso, mantém ligações perigosas com vizinhos praticantes de bruxaria, que desejam possuir o filho dela que vai nascer.

A história gira em torno da fotógrafa Joanna Eberhart, que sonha em ter uma vida mais tranqüila, por isso se muda com a família para a pacata Stepford, no interior do Connecticut. Ao aproximar-se das mulheres da vizinhança para fundar um clube nos moldes da associação masculina local, que é, na verdade, um clube do Bolinha, Joanna se depara com um exército de modelos de comercial de televisão: belas rainhas do lar, donas de corpos esculturais, sempre bem vestidas e dispostas a agradar seus maridos. As únicas exceções são a própria Joanna, a escritora um tanto rebelde Bobbie Markowe e a esotérica Charmaine Wimperis. Nenhuma delas quer ser Amélia, mas quem poderá lutar contra a força da maioria? Nem mesmo essa pequena legião da resistência, que não consegue fugir do destino que até então ninguém escapou.

O Barril Mágico de Bernard Malamud
 Em 'O barril mágico', como é freqüente em Malamud, quase todos os personagens são vítimas. O livro nos lembra a todo instante de que o mundo pode ser um lugar inóspito e arbitrário. As tragédias, grandes ou pequenas, são sempre devastadoras. Uma menina é espancada pela mãe por furtar balas que o dono do armazém lhe permitia, penalizado, que furtasse. O que um acadêmico frustrado possui de mais valioso, os originais de seu trabalho, é roubado e queimado. O dono de um minúsculo negócio morre por não ter dinheiro para pagar a consulta a um médico. Uma bela mulher escapa, como Eurídice, dos braços do homem que a ama. Os contos deste livro não se restringem ao tempo e aos lugares em que se passam. São histórias essenciais, porque tratam dos impulsos mais sombrios do ser humano - desonestidade, desconfiança, covardia, ódio. 

Cem Anos de Solidão de Gabriel Garcia Marquez
Em Cem anos de solidão, Gabriel Garcia Márquez narra a incrível e triste história dos Buendía - a estirpe dos solitários para a qual não será dada uma segunda oportunidade sobre a terra. O livro também pode ser entendido como uma autêntica enciclopédia do imaginário.

Por mais de vinte anos a Mansão Belasco permaneceu vazia. Tida como o “Monte Everest” das casas mal-assombradas, essa construção de aspecto imponente e sinistro testemunhou cenas inconcebíveis de horror e depravação. No passado, duas expedições com o propósito de investigar os segredos que a casa encerrava terminaram em assassinato, suicídio e loucura para seus integrantes. Agora, uma nova investigação tem lugar, levando quatro estranhos ao local interditado, determinados a esquadrinhar a Mansão Belasco em busca de respostas definitivas sobre a vida após a morte. Cada um dos membros da nova equipe tem suas próprias razões para enfrentar os tormentos e tentações indescritíveis da mansão; mas, será que alguém consegue sobreviver ao mal que espreita na casa?

Robert Neville é o último homem vivo sobre a Terra... mas ele não está sozinho. Cada outro homem, mulher e criança na Terra se tornou um vampiro, e todos estão famintos pelo sangue de Neville. De dia, ele é o caçador, caçando os não mortos adormecidos através das ruínas abandonadas da civilização. À noite, se entrincheira em sua casa e reza pela madrugada. Quanto pode um homem sobreviver num mundo de vampiros?

Centímetro por centímetro, dia a dia, Scott continua encolhendo sem parar. Sua esposa e família são agora gigantes inalcançáveis, o gato da casa, uma terrível ameaça; Scott precisa lutar pela sobrevivência em um mundo que se torna cada vez maior e mais perigoso – até se defrontar com o paroxismo do medo no limiar da não existência.

É Difícil Encontrar um Homem Bom de Flannery Oconnor
Os dez contos desse livro reúnem um elenco de personagens variados, frequentemente cômicos ou implacáveis, invariavelmente inesquecíveis. E os assuntos abordados, com a típica mescla de humor e violência, são igualmente variados e marcantes.

 V. de Thomas Pynchon
Tendo acabado de obter dispensa da Marinha, Benny Profane contenta-se com uma existência ociosa passada entre os amigos, onde a única ambição é a de ser perfeito na arte do engano, e onde a palavra «responsabilidade» é considerada obscena. Entre os seus amigos – chamados Whole Six Crew – está Slab, um artista que parece ser incapaz de pintar outra coisa que não seja queijo dinamarquês. Mas a vida de Profane muda dramaticamente quando ele se torna amigo de Stencil, um jovem ambicioso e ativo com uma missão intrigante – a de descobrir a identidade de uma mulher chamada V., que conheceu o seu pai durante a guerra, mas que desapareceu repentina e misteriosamente.

Entrevista Com o Vampiro de Anne Rice
Este romance começa com um jovem repórter entrevistando Louis de Pointe du Lac, nascido em 1766 e transformado em vampiro por Lestat. Luis conta sua história aos ouvidos atentos do repórter, revelando segredos do mundo dos vampiros.

A imagem e outras histórias de Isaac Bashevis Singer
A imagem e outras histórias reafirma a maestria deste escritor que sempre surpreende os leitores com historias que, esboçando um retrato de comunidades judaicas e dando lugar a uma incontida dimensão fantástica, mergulha em questões essenciais para o ser humano.

As Crisálidas de John Wyndham

Romance pos-apocaliptico

O Vôo silencioso. A mordida. O sangue sugado. A peste e seu mensageiro alado: O Morcego-Vampiro. "Sua voz é um murmúrio, suas asas largas e etéreas, os dentes afiados como facas e eles têm um apetite insaciável. Terão de chegar logo à tribo Hopi, porque a opção, viver ou morrer, deve ser feita antes do anoitecer". Um extraordinário relato de horror e magia, inspirado em lendas indígenas. Um velho índio hopi desperta do mundo dos mortos, na forma de devastadores morcegos, para vingar as humilhações sofridas por seu povo.

Os Mortos-Vivos de Peter Straub
A história se passa na pacata cidade de Milburn, e envolve um grupo de quatro amigos que foram a Sociedade Chowder: Ricky Hawthorne, John Jaffrey, Sears James e Edward Wanderly, que tem o custome de reunirem-se duas vezes por mês para contar histórias de fantasmas, acompanhados por charutos e bebidas. Não importa como as histórias aconteceram, o que importa é a forma em que é contada para o grupo.


3 comentários :

  1. Demais essa lista. King é um ótimo professor (além de referência suprema do gênero suspense/terror).

    ResponderExcluir
  2. Lista perfeita....anotando aqui! The King, sempre mestre...

    ResponderExcluir
  3. Terminei de ler Dança Macabra agora pouco, realmente foi uma aula daquelas inesquecíveis! Para melhorar, ele podia fazer uma continuação com os livros, séries e filmes mais modernos, ia ser perfeito, mas acho dificil isso acontecer...esse quase que não sai...

    ResponderExcluir