ÚLTIMAS NOTÍCIAS

11 de agosto de 2014

Resenha: Uma Princesa de Marte de Edgar Rice Burroughs

Sinopse:
   A história conta a saga de John Carter, um veterano da guerra civil americana que de forma inesperada vai parar em Marte, ou Barsoom, como é chamado por seus habitantes, e é capturado por uma estranha raça de marcianos Tharks. O planeta agoniza pela falta de água e de ar, povoado por criaturas assustadoras e envolvidas em disputas internas. Graças à diferença gravitacional de Marte em relação à Terra, Carter adquire habilidades incomuns e acaba ganhando o respeito e a amizade dos habitantes. Também conhece Dejah Thoris, princesa de uma nação rival, por quem se apaixona e luta incessantemente.

Opinião:
   As histórias anteriores as viagens espaciais sempre narraram de maneira fantasiosa as aventuras do homem nas profundezas do espaço e das estrelas, assim como os grandes navegadores que partiram em busca de riquezas e novas terras, no final da Idade Média, acreditavam em um oceano povoado por monstros e feras além da imaginação, o homem saído da Era Industrial supunha a existência de toda uma grandiosa fauna nos planetas ao redor da Terra, cada um com sua própria cultura e história, ao mesmo tempo tão próximos de nós e impossíveis de se alcançar. Porém não era tão ignorante como possa parecer, as observações científicas da astronomia não eram ignoradas e as histórias eram tecidas magistralmente sob um pano de fundo que misturava o misticismo a realidade, Uma Princesa de Marte escrito por Edgar Rice Burroughs é um desses livros, que mesmo após quase um centenário de seu lançamento se traduz como uma narrativa original e de linguagem atual, mesclando a o gênero fantástico com a ficção-científica.
   Edgar Rice Burroughs consegue criar todo um cenário terrestre e marciano para servir de base para sua trama, não apenas criando uma fantástica fauna e flora alienígenas, mas também uma história para o planeta Barsoom no ambiente pós-apocalítico que é o deserto de Marte, recheado de antigos traços de rios e ruínas de civilizações grandiosas. John Carter ao se esconder em uma caverna para escapar de um ataque de índios apaches acaba se teletransportando para outro planeta, chegando lá sofre um enorme choque cultural, entre suas descobertas está a de sua nova força adquirida através da gravidade do planeta, que é bem menor que a Terra, seu corpo adaptado a forças maiores se torna mais leve propiciando saltos gigantescos e uma força descomunal. Habilidades que o salvarão de um primeiro contato com os Tharks, uma raça de seres de quatro braços com mais de três metros de altura que se baseia na violência como expressão de poder e liderança.
   Uma Princesa de Marte traz uma trama ágil e loquaz, sua primeira publicação ocorreu de maneira separada em capítulos o que faz com que a leitura seja bastante agradável, pois capítulos são pequenos e ao final de cada há uma conclusão dos acontecimentos de modo que uma leitura fragmentada não prejudica em nada a leitura, livro perfeito para ser lido nos pequenos momentos de monotonia do dia-a-dia. Super indicado!

Minha nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (9/10 Caveiras)

Postar um comentário