ÚLTIMAS NOTÍCIAS

28 de fevereiro de 2014

Battle Royale, o violento clássico japonês escrito por Koushun Takami finalmente chega ao Brasil.

   Quem gosta de cultura japonesa, em algum momento da vida já deve ter se deparado com o mangá de Battle Royale ou a adaptação cinematográfica ambos trazendo um misto de violência e transgressão das normas morais. Nos últimos tempos o livro ganhou a mídia com o sucesso de Jogos Vorazes, os fãs da versão japonesa acusaram Suzanne Collins de roubar a ideia original de Koushun Takami, as histórias são bem diferentes, mas a premissa é a mesma, um grupo de adolescentes batalhando até a morte. 
   No Brasil, Battle Royale será publicado pela Editora Globo, traduzido diretamente do japonês por Jefferson José Teixeira o livro contará com mais de 600 páginas sendo o lançamento esperado para a metade de Março. Confira a capa nacional:



   Na trama um turma do ensino médio japonês é selecionada para participar de um sangrento reality show, no qual os participantes são colocados em uma ilha deserta e tem que se enfrentar até a morte. Criado como uma medida de controle populacional, O Programa, como é chamado, também serve para inibir revoltas e ter poder sobre os jovens. Cada aluno recebe uma mochila com suprimentos e uma arma que pode variar de desde um pedaço de madeira até uma arma de fogo, existem várias regras que impelem os jogadores a "jogar" sendo o vencedor aquele que sobreviver ao final do dia.
   Uma história de suspense que trata do cerne do ser humano, a confiança e o instinto pré-histórico de sobrevivência, é possível confiar em um amigo de infância quando a suas vidas estão em jogo?  Do que somos capazes quando a violência animal existente em cada um é incentivada? É possível caminhar no limiar da escuridão da alma sem ter o coração despedaçado? Battle Royale é um dos lançamentos mais aguardados de 2014.

7 comentários :

  1. Que bacana! Com certeza, lerei.

    Já a questão do plágio, o próprio autor de Battle Royale disse que não tem pq ele processar Suzanne Collins. Os enredos são parecidos, mas os dois têm mérito. Não sei pq os fãs ficam nessa artilharia pesada um contra o outro.

    momentumsaga.com

    ResponderExcluir
  2. Existem muitos fãs puristas, isso já aconteceu com Stephen King com Sob A Redoma e o filme dos Simpsons, também o mais recente As Aventuras de Pi e aquele livro nacional não lembro o nome. Depdende muito de quem é o leitor, coisa de fã.

    ResponderExcluir
  3. E sem falar que o desenvolvimento e objetivo dos dois livros é totalmente diferente? E eu li os dois e adoro os dois. Muito feliz que vai finalmente lançar aqui (aka poderei obrigar os outros a lerem)

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante a sinopse do livro! Me deixou com bastante vontade de ler. Quanto ao suposto plágio, eu acho complicado fazer uma acusação grave como essas, até porque o tema de pessoas lutando entre si até a morte (dentro ou fora de reality shows) já esteve presente em filmes e, aposto, outros livros também. Consigo me lembrar logo de cara de um filme chamado "O sobrevivente", com o Arnold Schwarzenegger. Podemos ainda levar em conta que cenários assim nada mais são do que uma "modernização" dos gladiadores de Roma. O fato é que esse tema é muito legal e com certeza esse lançamento é bem tentador.

    ResponderExcluir
  5. Veja que interessante a maneira como tudo gira em torno do tema horror: "O sobrevivente" de Arnold Schwarzenegger é uma adaptação do livro O Concorrente de Richard Bachman, pseudonimo do Mestre King.

    ResponderExcluir
  6. Eu sabia que tinha visto algo sobre esse livro em algum lugar, e foi aqui! Meu, eu preciso ler esse livro! Woooool

    GabryelFellipeealgo.blogspot.com
    El Costa - Gabryel Fellipe

    ResponderExcluir
  7. 664 paginas. Devia ser 666 como no original XD

    ResponderExcluir