ÚLTIMAS NOTÍCIAS

31 de agosto de 2013

Resenha: Gone: O Mundo Termina Aqui - Michael Grant


Sinopse:
   Em um piscar de olhos, todos com mais de 14 anos desaparecem. Restam adolescentes. Pré-adolescentes. Crianças. Nenhum adulto. Nenhum professor, policial, médico ou responsável. Linhas de telefone, redes de televisão e a internet param de funcionar. Não há como pedir ajuda. A fome é intimidante e a violência começa. Os animais parecem estar se transformando, e uma criatura sinistra está à espreita. Os próprios adolescentes estão ficando diferentes, desenvolvendo novos talentos: poderes inimagináveis, perigosos e mortais, que crescem dia após dia. É um mundo novo e assustador. É preciso escolher um lado — e a guerra é inevitável.

Opinião:
   A minha primeira reação ao terminar a leitura de Gone foi: Uau! Isso aqui está mesmo sendo vendido como literatura juvenil? O livro superou em muito minhas expectativas e surpreendeu pela história e pelos personagens que são extremamente bem aproveitados pelo autor.  Michael Grant consegue escrever de uma forma leve sobre assuntos bastante pesados, de uma maneira que entretêm adultos e jovens, com um enredo construído sobre camadas de assuntos sociais que fazem com que o leitor reflita sobre muitas coisas, entre elas o conceito de ser humano e sobre a fina barreira chamada sociedade que nos separa dos animais.
   Gone pode ser definido como uma história com a mesma premissa de Sob A Redoma com um traço da critica social de O Senhor das Moscas juntando isso com uma trama sobrenatural, suspense e poderes especiais... Em um dia aparentemente normal e de maneira súbita e rápida todas as pessoas com idade superior a quinze anos desaparecem da cidade. Sem deixar nenhum rastro, apenas estavam lá e no segundo seguinte já não estavam mais. A partir disso a trama começa a se desenrolar, as crianças se veem sozinhas na cidade e passamos a conhecer nossos protagonistas.  Nenhum deles se conhecia realmente antes do acontecido, e muitas vezes a narrativa se desloca entre um e outro até essas narrações paralelas acabarem convergindo e tornando-se apenas uma. Sem liderança alguma as crianças ficam perdidas e a falta de informação piora as coisas causando o caos. É nesse momento de desespero que surgem os valentões. Querendo mandar em tudo e todos. E para adicionar um sabor especial aos já tensos acontecimentos os protagonistas se descobrem presos no que parece ser uma grandiosa parede que redefiniu os limites da cidade, além de que alguns estão desenvolvendo poderes estranhos. Deste modo o medo impera.
  Michael Grant consegue criar cenas em que a trama evolui rapidamente de uma cena banal para algo grotesco. O ponto forte do livro é a questão da desconstrução da personalidade e do caráter pessoal através das atitudes das crianças, situações que por elas são enfrentadas tirariam a sanidade do adulto mais saudável e produtivo. O medo as leva a um amadurecimento rápido e a formar lados e frentes em busca de uma reconstrução da sociedade cada qual com sua nova filosofia. Há muitas mortes na história, o autor conseguiu captar de uma maneira extraordinária a capacidade para o mal que as crianças possuem. Não é que elas sejam más, só não viveram tempo suficiente para a sociedade lançar suas amarras morais e paliativas com relação à bondade. Chega a ser chocante em algumas cenas como, por exemplo, os bebês que ficaram sozinhos em casa após o desaparecimento dos pais, quem irá cuidar deles? Mas nem só de maldade é construída a história, há personagens bons e inocentes, mas Grant gosta de fazê-los enfrentarem grandes dilemas morais. Coisa que os modifica cada vez mais.
   Gone é um livro que é devorado fácil e rapidamente. Os capítulos variam de tamanho de acordo com as cenas e sua divisão é baseada em uma enigmática contagem regressiva que começa exatamente em 299 horas e 54 minutos, a cada página esse tempo diminui sugando o leitor para dentro do livro e fazendo-o sofrer junto com os personagens e sentir as alegrias das pequenas vitórias. A duração das cenas é bastante cinematográfica, no ápice da ação o autor sempre corta para a próxima parte onde o suspense impregna as linhas sempre alternando nos momentos chaves. Esse tipo de escrita é bem perigosa, pois pode cortar a emoção de uma cena e perder a atenção do leitor, mas Grant consegue fazer isso com maestria costurando a trama de forma que envolva e vicie quem a lê. Este é apenas o primeiro livro de uma série de seis. Uma leitura deliciosamente revigorante e empolgante.

Minha nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (10/10 Caveiras) 

8 comentários :

  1. Oie :)

    Nossa agora fiquei com vontade de ler esse livro, gostei de você ter falado : Uau isso está sendo vendido como literatura juvenil hahahaha eu ri muito, abraços !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é bem sangrento mesmo para se ter protagonistas de quatorze anos se drogando, matando a até praticando canibalismo! rsrs Tipo de coisa que traumatiza uma criança despreparada para aquilo

      Excluir
  2. Definitivamente me chamou a atenção... Pô! Sob a Redoma e Senhor das Moscas?! Oh, cara... Entrou para a lista. Além da premissa ser muito interessante. Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  3. Hey! Eu indiquei seu blog para uma TAG! Se você se interessar, veja aqui como é:
    http://sobrelivroseletras.blogspot.com.br/2013/09/tag-campanha-de-incentivo-leitura.html

    (tendo em vista que seu blog é voltado para o terror, estou realmente curiosa sobre qual livro você indicaria hahaha)

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom não tenho o costume de responder a essas coisas mas se fosse indicar um com certeza seria O Iluminado de Stephen King, o primeiro livro que li e o que me despertou para a literatura e refinou meu gosto por terror.

      Excluir
  4. Gostei muito do enredo desse livro, parece ser muito interessante.

    bjs
    http://www.letrasdanana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nossa, parece ser um ótimo livro! Adorei a resenha, parabéns.

    http://amoremler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Estou querendo ler este livro a muito tempo!

    http://www.thecrazypotter.blogspot.com/

    ResponderExcluir