ÚLTIMAS NOTÍCIAS

22 de fevereiro de 2013

Resenha: Raça da Noite - Clive Barker



''Ora sufocante, sempre perturbador, seus personagens são originais e memoráveis... '' - Publishers Weekly

''Com audácia que não conhece fronteiras, ele nos oferece alguns dos mais provocantes textos de horror jamais publicados. '' - Washington Post

Sinopse:
Aaron Boone, atormentado por pesadelos onde monstros caminham num lugar chamado Midian (localizado abaixo de um cemitério) é convencido pelo seu psiquiatra, Dr Philip Decker, que ele é responsável por uma série de mortes, embora ele não se lembre de nada disso. Após mais uma assustadora visão, o rapaz então decide fugir do hospital e seguir para Midian, conhecido como "o lugar para onde os monstros vão" e "o lugar onde os pecados podem ser perdoados".

"De todas as promessas precipitadas feitas de madrugada, em nome do amor, Boone sabia que nenhuma era mais certa de ser quebrada do que "Nunca te deixarei".

Opinião:
   Raça da Noite é um caso raro de perfeita união entre livro e adaptação cinematográfica, não dá para citar um sem falar do outro, ambos dirigidos pela extraordinária mente de Clive Barker, o mestre do horror. O filme feito em 1990 funciona como uma espécie de complemento à história do livro, as imagens ajudam o leitor a conceber em sua imaginação as assombrosas criaturas que Barker cria monstros cujas formas são tão pavorosas e inaturais que a visão desses cria um canto escuro na mente onde as imagens ficam enterradas até brotarem nos mais pavorosos e hediondos pesadelos. A história ainda possui uma continuação em forma de HQ que no Brasil foi publicada como Raça das Trevas.
  O livro é pequeno pouco mais de 250 páginas e como quase toda obra de Barker publicada no Brasil é de difícil acesso, com apenas uma publicação em meados dos anos 90 Raça da Noite é encontrado apenas em obscuros sebos que o vendem a preços altíssimos. Clive é um mestre na arte de surpreender e horrorizar seus leitores, cenas grotescas e rios de sangue recheiam seus livros ao lado das mais espantosas criaturas. Em Raça da Noite não é diferente, com um olhar bastante critico, ele nos apresenta a Midian um lugar entre o céu e o inferno, mas acima do Bem e do Mal, morada das criaturas da noite.  
  Há três personagens centrais, cujos destinos estão intrinsecamente unidos... Aaron Boone, um ser humano atormentado que não encontra seu lugar neste mundo, nem mesmo ao lado de sua amada Lori Winston e o Dr. Philip K. Decker seu psiquiatra que lhe mostrou através de fotos as cenas dos crimes horripilantes que ele supostamente cometeu. Decker revela a sua natureza dupla de homem comum e cruel assassino sádico que há em seu intimo, fazendo com que Boone transborde de culpa e terror por si próprio. O céu não possui poder o suficiente para absolve-os e o inferno, dor suficiente para puni-lo de modo que o único lugar que lhe sobra para ir é Midian...
   Clive possui uma qualidade surpreendente que faz com o que o leitor se apaixone por seus personagens e monstros, consegue criar criaturas tão opostamente atraentes que questionam a nossa sanidade, como por exemplo, um ser horroroso e nojento que possui um coração terno.  Mas a lição que o livro nos traz é de que: Não importa o quão horrível e tenebroso seja o monstro, em suas atrocidades ele nunca irá alcançar a criatura mais cruel e assustadora existente, o homem. Leia o livro, assista ao filme e deixe Clive Barker surpreender você.

Minha nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (10/10 Caveiras) 

4 comentários :

  1. Adorei o seu blog, já estou seguindo, não sabia que tinha tantos livros de terror.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gosto das histórias de Clive Barker, mas esse livro ainda não achei. Vou fuçar em sebos de Sampa pra ver se encontro.. que sabe dou sorte.
    Até + Rafa!

    ResponderExcluir
  3. Oi! Te indiquei para o Selo Blog Versátil!
    Passe lá no meu blog e confira!
    http://umaleitorachamada.blogspot.com.br/
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Tenho uma dúvida e gostaria de saber se vc teria a informação pra me ajudar.
    Existiu um álbum de figurinhas chamado de "Mutantes e Monstros" e nesse álbum descreve os mutantes de Midiam com uma breve resenha de sua história. No entanto, essas histórias me parecem que não constam no livro. Teria o responsável pelo álbum criado essas histórias? Ou existe outras fontes para o cânone dessa história?
    Sei que existem os quadrinhos "Raça das Trevas", será que vem daí essas adições?

    ResponderExcluir