ÚLTIMAS NOTÍCIAS

10 de setembro de 2012

Resenha: A Entidade - Frank de Felitta



Sinopse:
Terror e mistério num caso de violência sexual: quem seria o ser diabólico que violentava aquela mulher indefesa? Testemunhadas pelos próprios filhos, vizinhos e psicólogos, as agressões redobram sua violência a cada novo ataque. Um inimigo forte e cruel subjuga Carlotta Moran, uma inocente viúva, mãe de três filhos, levando-a ao desespero. Autor de As Duas Vidas de Audrey Rose, Frank de Felitta construiu um romance inquietante, cujo impacto atinge em cheio o leitor.


Opinião:
    É o segundo livro de Frank De Felitta que leio e agora posso afirmar com certeza que ele é um dos mestres na arte do terror e suspense que não apenas se confina a "assustar" o leitor suas obras tem diálogos intensos e inteligentes misturando opiniões contrárias, cada uma defendendo um ponto sob o a visão de suas crenças, deixando o leitor em dúvida quanto ao que acreditar. Foi assim em o Demônio de Gólgota na qual o sobrenatural existia, mas suas percepções eram relatadas pela parapsicologia que no romance possuía o modo de pensar mais científico e a Igreja Católica que se baseava na fé. Em A Entidade isso não é diferente, o confronto da vez é o da ciência versus sobrenatural que ironicamente é representado pela parapsicologia que tem que lutar contra o pensamento "científico" da psicologia.
   Antes de começar um aviso: A Entidade é um dos melhores e mais completos livros já escritos sobre possessão, porém depende muito do leitor para que a leitura seja agradável ou monótona. Se você estiver esperando uma história que apenas te assuste, tenha cenas fortes de suspense, tensão e terror com uma pitada de sexo vai encontrar no livro, porém não numa corrente contínua. O terror contido aqui é mais sofisticado e intelectual, Felitta não quis criar apenas um livro que causasse medo, mas sim uma história com todos os argumentos plausíveis que leva o leitor a pensar sobre suas crenças e a criar opinião sobre o assunto. É um tipo de leitura que exige bastante raciocínio crítico, um horror bastante refinado que se degustado corretamente se torna prazeroso e inesquecível.
   Mas o que é parapsicologia? É uma parte da ciência que estuda os fenômenos que possuem explicação e tentam através do método científico conseguir provas para prová-los ou assumir sua inexistência, suas pesquisas envolvem assuntos como a existência da alma, a vida após a morte e outras questões para que ainda não possuam resposta.  É um ramo bastante ridicularizado e contestado pelos cientistas, principalmente os psicólogos e é esse confronto o abordado pelo autor.
    O livro é dividido em quatro partes, cada uma possuindo como título o nome do personagem que será crucial para o enredo, Felitta conseguiu dar bastante ritmo a história desse jeito, há toda uma evolução sobre o assunto no decorrer das páginas e crenças são perdidas ou reencontradas e teses e argumentos caem por terra aumentando não apenas o valor do livro, mas também as informações que o leitor certamente irá adquirir ao longo de A Entidade.
   Na Primeira Parte somos apresentados a Carlotta Moran a protagonista e vítima dos ataques. Conhecemos sua família e toda a sua vida antes dos acontecimentos, ela é mãe solteira de três filhos que tenta dá o melhor de si para criá-los e educá-los da melhor maneira possível. A família não possui muito dinheiro e Carlotta recebe ajuda da Previdência Social para sobreviver além de estudar para conseguir um trabalho mais digno... Porém em uma noite aparentemente normal, já em sua cama pronta para dormir ela é estuprada brutalmente por alguém, seu rosto é tapado com o travesseiro e quando o agressor termina simplesmente desaparece. Carlotta e seu filho procuram pela casa, mas não há ninguém e todas as portas e janelas continuam trancadas.
  Os ataques ficam cada vez piores e na Segunda Parte entra em cena o doutor Gary Sneidermann um psicólogo que tenta convencer Carlotta de que esses ataques são fruto de sua mente. Ele possui ótimos argumentos que fazem o leitor ficar em dúvida quanto à realidade dos abusos sexuais mesmo tendo os tendo presenciado... Apesar de toda a ajuda Sneidermann vê sua paciente piorar a cada dia, os ataques ficam mais fortes e violentos a ponto de a levarem ao hospital.
   Carlotta cansada de ser tratada como louca, por coincidência acaba conhecendo Eugene Kraft e Joseph Mechan dois parapsicólogos que a levam a sério e começam sua investigação. É então que todos os debates acalorados entre os ramos científicos começam e evoluem de maneira soberba e assustadora até culminar na ultima parte: A Entidade onde todos aprenderam e verão coisas que talvez fosse melhor jamais conhecer...
      Será que é possível capturar um fantasma?

4 comentários :

  1. Oi oi!
    eu sou a poster do wednesday 13 br
    só vim retornar o comentário, e dizer que também sou grande fã de terror *óbvio* e que seu blog é muito bom!


    abs

    ResponderExcluir
  2. Eu já li, é realmente muito bom, fiquei sem dormir. Existe o filme, que tb é forte, mas gostei mais do livro. Comecei a ler o Demônio de Gólgota, mas tive que parar. Um dia vou retomá-lo.

    ResponderExcluir
  3. Também li,e só para acrescentar mais terror: é uma história baseada em fatos reais.

    ResponderExcluir
  4. Eu li esse livro faz uns 10 anos, gostei.
    No final que bate uma pequena dúvida , se era um caso sobrenatural ou psicológico.

    ResponderExcluir