Header Ads

Resenha: O Espírito do Mal - William Peter Blatty



Sinopse:
   O brutal assassinato de um menino surdo-mudo, num arremedo de crucificação, é o primeiro de uma trilha assombrosa que o detetive kinderman começa a percorrer. E, como o leitor, ele se defronta com um novo enigma a cada curva. Por que todos os assassinados sofrem mutilações terríveis? Por que duas das vítimas são padres? Existe alguma relação entre os crimes e uma série de outros que ocorreram doze anos antes... e que supostamente acabaram com a morte do assassino? Kinderman cerca o brutal homicida pelas ruas escuras da cidade. Até que por fim, desesperado, se atreve a cruzar a fronteira que separa os vivos dos mortos.



Opinião:
    Pouco conhecida essa é a continuação do fenomenal O Exorcista. O nome do livro traduzido não é lá essas coisas "O Espírito do Mal", quem leu Exorcista sabe que na verdade eram  várias entidades que dominavam Reagan, uma Legião de demônios e é exatamente este o nome em inglês, Legion...
   O livro é ótimo, não chega a se igualar ao anterior mas chega perto com sua trama constante e surpreendente. De todos os personagens anteriores o que mais aparece e é o protagonista é o Detetive Kinderman, dez anos mais velho e mais astuto no combate do mal. Blatty optando por colocar um detetive como protagonista deixou o romance com uma cara, pelo menos incialmente mais policial, com toda a série de crimes ocorrendo e Kinderman percorrendo as cenas do crime em busca de respostas.
  O ar de mistério e indagação é contínuo no livro e conforme as páginas passam a trama fica mais obscura até chegar no clímax e o leitor ser surpreendido pelo autor, nã há grandes cenas de terror e suspense como em Exorcista o que transforma o livro são os assassinatos, todos cruéis e sádicos e que deixam como suspeitos as pessoas mais improváveis.
Enfim é um bom livro, indicado para quem leu O Exorcista, mas quem ainda não leu aconselho a nem abrir o Espírito do mal porque há spoilers sobre o final do livro que está intimamente ligado a este. 

Minha nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (8/10 Caveiras) 

2 comentários:

  1. Este livro é incrivel!
    Foda é que o Detetive Kinderman as vezes é muuuuito enrolado!

    ResponderExcluir
  2. De todos os personagens do livro O Exorcista o Detive Kinderman é o mais enrolado, se o livro não tivesse ma narrativa excelente até desistiria da leitura por causa do Kinderman, que sempre dá muitas voltas para qualquer coisa que irá fazer, mas tem uma mente brilhante.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.