ÚLTIMAS NOTÍCIAS

21 de junho de 2012

Resenha: O Apanhador de Sonhos- Stephen King





"King inspirou toda uma geração de ler. Ele fez ler prosa, bem espirituoso ... um contador de histórias fabulosas que podem criar todo um mundo novo e fazer o leitor viver nele ... Dreamcatcher deve ser um dos seus melhores "   Express

     O apanhador de sonhos é sem dúvida um dos melhores histórias de Stephen King, como o próprio diz em uma nota no fim, foi um dos livros que ele mais se sentiu grato por escrever, foi bem no período no qual ele sofreu acidente e Apanhador de Sonhos ajudou ele a suportar melhor isso... Grande parte de sua dor está refletida no livro é possível senti-la. Do começo ao fim é uma leitura empolgante, emocionante e engraçada. Nunca nenhum livro tinha me feio gargalhar como esse, as passagens dos 'pums' e "arrotos" é tão surreal que não dá para tentar explicar com palavras, só lendo que faz sentido.

      Antes de começar uma pequena observação, a história se passa em Derry a estranha e assustadora cidade de IT (A Coisa), adoro bastante as pequenas referências que o Mestre coloca em seus livros de outras obras, para um leitor menos atento ou conhecedor do universo King isso pode passar despercebido mas quem reconhece essas passagens sabe qual é a sensação. Simplesmente magnífica. Em Apanhador de Sonhos numa parte da história um dos protagonistas encontra em Derry um monumento que o Clube dos Derrotados composto por Bill, Ben, Bev, Eddie, Richie, Stan e Mike fizeram em homenagem aos desaparecidos da Tempestade de 85. Quem leu It sabe do que estou falando... E embaixo pichado pichado com letras vermelhas a citação: PENYWISE VIVE.   
     "Luzes no céu é apenas luzes comuns, certo? Ou é outra coisa?" 
      Jonesy, Henry, Beaver e Pete são amigos desde a infância, tomaram caminhos separados na vida mas anualmente se encontram para ir à caça, eles passam os dias na cabana que eles chamam de Hole in the Wall. (E na cabana há uma Dreamcatcher, que será uma grande parte da história). Um dos amigos, Jonesy teve um ano difícil depois de entrar em um grave acidente de carro que lhe deu um quadril ruim. Enquanto os outros estão fora caçando, ele gasta tempo em vez de uma árvore onde ele se senta e lê em um livro. De repente ele ouve um som. No começo, ele pensa que é um animal que vem, mas em vez disso ele vê um homem perdido e confuso. Ele se perdeu na floresta e Jonesyo leva para a  cabana e cuida dele enquanto espera seus amigos retornarem. Mas por alguma razão Jonesy não tem um mal pressentimento em relação ao estranho. Algo não está certo. Antes que perceba, um verdadeiro pesadelo começa ...
       Os personagens e situações criadas por King são perfeitos e cada um te toca de uma maneira diferente. Há Duddits, que possui deficiência mental e foi de longe a criação do mestre que mais me emocionou, com poucas aparições consegue arrancar lágrimas e sorrisos dos leitores. Há Beaver, com seu jeito bem humorado e seu dialeto próprio criando expressões como: "Bananas por Deus!" "fodaréu" e "Freddy me foda" é cativante demais... Enfim O Apanhador de Sonhos se tornou um dos meus livros favoritos

Minha nota: ☠☠☠☠☠☠☠☠☠☠ (10/10 Caveiras) 

8 comentários :

  1. Os enredos desenvolvidos por King são maravilhosos, até agora li dois livros dele e amei, Zona Morta e O Iluminado, atualmente estou atras de mais livros.
    Obrigada pela visita!
    bj

    ResponderExcluir
  2. King eh de fato um gênio! Suas histórias são fantásticas e o cenário que ele cria te transporta pra o olho do furacão! Eh impossível não se envolver nas tramas q ele cria! Ainda não li "O Apanhador de Sonhos", mas certamente, logo fará parte da minha estante virtual !

    ResponderExcluir
  3. Agora fiquei ansioso para ler esse livro. Só li o Cemitério, Love a história de Lisey e alguns livros de contos dele (Pesadelos e Paisagens Noturnas vol 2, Ao cair da Noite e Sombras da Noite). Estou na expectativa de ler O Iluminado e A coisa. Adoro King! Um dos melhores escritores que tive o prazer de ler!!

    ResponderExcluir
  4. Tenho que desenterrar esse livro da estante agora, tava meio desanimada para ler, mas depois da sua resenha mudei de ideia...

    ResponderExcluir
  5. Estranho ser um livro de King tão criticado negativamente pois eu amei e mesmo depois de tantos anos ainda guardo com carinho os personagens desta história na memória.

    ResponderExcluir
  6. Nao posso dizer que é o melhor livro de King, mas a essência dele estava no livro todo.
    Durante a leitura do livro eu tinha a sensação de estar adoecendo, realmente me sentia doente, depois fiquei sabendo que King estava se tratando de uma grave doença quando escreveu. Posso afirmar apos isso que King é um mestre.

    ResponderExcluir
  7. Um excelente livro. Personagens que marcam. Detestei King por matar dois dos personagens que mais gostei. Outro que gostei muito foi Duma Key.

    ResponderExcluir
  8. Em geral gosto muito da obra do mestre do horror, mas King me decepcionou nesse aqui. Acho que ele demora muito para ir ao ponto central e se perde durante a própria história... é como se fossem capítulos e capítulos de enrolação para, na metade, decidir qual rumo a história vai tomar.

    Eu realmente não gostei.

    ResponderExcluir