ÚLTIMAS NOTÍCIAS

10 de março de 2012

Resenha: O Talismã - Stephen King e Peter Straub



 Jack Sawyer é  Jack Chambers, como o próprio disse a Roland: "Vá então, há outros mundos além desse", para quem leu Torre Negra é dificil não notar as semelhanças, os dois possuem a mesma coragem, determinação e fibra diante das situações criadas pelo Steph para os desafiar além de cativarem pela sua forma única de encarar o mundo. Ao longo desses meus anos na literatura li várias histórias protagonizadas por personagens infantis mas sem dúvidas Jack Sawyer é meu favorito, quando a história termina fica dificil se despedir de todos (coisa que até os autores devem ter sentido pois existe uma continuação direta chamada Casa Negra e outra com previsão de lançamento para 2013 ainda sem título definido).
  O fato do livro ser escrito por dois mestres do terror/fantasia, Stephen King e Peter Straub, só o torna ainda mais "apetitoso", a edição da Objetiva possui 505 páginas mas é como se tivesse menos de 100 de tão rápida e suavemente que a história é contada, porém nessa mesma ediçaõ vejo um pouco de desrespeito com Peter Straub, o sucesso do Steph é inquestionável, nota-se isso em todos os lançamentos da Objetiva que possuem o nome do autor maior que o título, justamente porque a qualidade dele é tanta que as vezes não nos interessa nem saber o nome do livro, apenas o conhecimento de que é uma obra do mestre do terror já é o suficiente, tudo por causa da lenda que Steph criou em torno de seu nome, não importa o título sabemos que se tem a assinatura de Stephen King é um best-seller. As edições da Francisco Alves (1985)  e Planeta DeAgostini (2004)  trazem o nome dos dois autores no mesmo tamanho, os colocando como iguais, assim como as edições americanas. Não gostei do fato que a Objetiva ter feito isso, a capa ficou bastante legal, dá um bom exemplo do conceito dos "duplos" presente na história mas o nome minúsculo do Peter deixou a capa incompleta. 

     O maior erro das pessoas em relação a Talismã é considerá-lo como literatura infanto-juvenil, já que é protagonizada por um garoto de 12 anos, se assim fosse o livro seria apenas uma simples busca de um menino à um talismã para salvar sua mãe, porém a história não se prende a apenas isso e se torna uma aventura épica que acontece em dois mundos simultaneamente mostrando um garoto passando por desafios que um adulto vacilaria. a coragem de Jack Sawyer é inspiradora e vendo a maneira como ele se sacrifica por quem ama, há partes que dá uma vontade extrema de ajudá-lo, de dar a mão para ele levantar-se ou limpar suas lágrimas... 
      Na receita desse belo livro dá para notar que Steph entrou com umas pitadas de terror e ironia que marcam sua obra, enquanto Straub com doses de fantasia alucinantes numa história que  mescla a travessia de Jack Sawyer por um mundo 'civilizado", o nosso mundo moderno, e outro com ares medievais,  chamado de "Os Territórios"  e tudo de maneira tão verossímel que fica dificil acreditarmos que tudo não é real. Com relação aos personagens, há todo um desfile de seres cativantes nas páginas, existe o vilão Morgan Sloat bastante cruel e sem nenhum clichê, Speedy Parker aquele personagem que dá uma segurança quando aparece, mas é o Lobo o personagem mais fascinante de todos, não há como não ficar maravilhado e emocionado com seu jeito inocente de ver as coisas e sua dedicação a incondicional a amizade. Lobo me arrancou lágrimas. 
    Quanto a história, a trama é a seguinte: Jack Sawyer para salvar sua mãe (e o mundo) precisa encontrar um talismã, auxuliado por Speedy Parker descobre que além do mundo em que vivemos, exite um outro, totalmente igual porém mais primitivo, acessível a poucas pessoas especiais. Nesse mundo existem os chamados "duplos" que  são pessoas que vivem nos Territórios e em teoria são iguais a eu e você. O que acontece com o seu duplo também acontece com você. Desse modo Jack inicia sua aventura passando pelos dois mundos, enfrentando perigos e fazendo amizades ele se lança ao desconhecido. 
     Vi muitas resenhas sobre O Talismã avaliando negativamente o livro. Resenhas de pessoas que  procuravam apenas entretenimento barato e descartável. O Talismã não é assim, é uma obra de arte, uma leitura agradável e reconfortante que fala sobre como a amizade é esencialmente importante para a nossa vida, é com a ajuda  dos amigos que construimos nossos maiores feitos. Jack e Lobo existem para provar isso.

7 comentários :

  1. Adorei a resenha, só tenho um comentário. A Objetiva reeditou essa capa do Talismã com os nomes dos autores com mesmo tamanho e lado a lado, assim saíram mais edições...como fizeram na Casa Negra. E realmente, se você notar, é um lance publicitário. Vende mais quando o autor é famoso eles colocarem o nome dele maior que o título da obra na capa do livro. O autor vende por si só.
    Espero por mais resenhas, estou adorando o blog. ^^~

    ResponderExcluir
  2. Olá, camarada !Tudo bem ?
    Rafael descobri seu blog hoje e isso foi uma experiencia maravilhosa, estou conhecendo novos autores e pretendo interagir com a obra de cada um deles!
    Passei o dia inteiro lendo suas resenhas, o melhor de tudo isso é que estou me lançando como escritor de contos de terror e apesar de ter sido tomado por um severo bloqueio há muitos dias, tanta informação nova me deu uma vontade enorme de compor novas idéias e escrever !
    Tenho sugestões de autores que não constam ainda em sua lista e livros de alguns que já estão, meu e-mail é broccoluiz@bol.com.br, me mande uma mensagem para trocarmos uma ótima idéia.
    Espero que em breve eu possa ler uma resenha sua sobre meu livro Criações Sombrias que será lançado esse ano.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Ps: O talismã é um livro muito foda !
    Concordo com você em suas observações, minha parte preferida é quando Lobo se transforma no reformatório!

    ResponderExcluir
  4. Esse livro é um dos meus preferidos, acho que só perde pra 1984 de George Orwell, fiz uma resenha no meu blog também, Rafael, dá uma olhada, é bem mais simples que a sua pois meu blog é informal, mas segue o link: http://quatrosentidos.blogspot.com.br/2013/01/o-talisma-talisman-stephen-king-e-peter.html

    ResponderExcluir
  5. Pelo jeito o livro O Talismã esgotou. Não acho pra comprar em lugar algum... só na versão bolso.... Será que alguem sabe onde posso encontrar? Já vasculhei tudo e não consigo achar....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alex, eu.comprei esse livro no site do submarino, ele veio com 1054 paginas.Depois encontrei ele em uma livraria chamada Book Stop que tinha a ediçao normal dele. Da uma olhadinha la ..

      Excluir
  6. É o meu preferido do King, mesmo não sendo só dele...rs Preciso reler: o Lobo também me encantou muito, me fazendo chorar. O livro provoca um misto de sensações boas. Fiquei decepcionado com a A Casa Negra. Não sabia de uma nova continuação.

    ResponderExcluir